Ubuntu 19.10 tem seu ciclo de desenvolvimento aberto; será lançado em 17 de outubro


A Canonical anunciou na última terça-feira (30) que o próximo Ubuntu 19.10 já está com o seu ciclo de desenvolvimento aberto. Além disso, já estão sendo disponibilizadas builds diárias, que são imagens ISO criadas especialmente para aqueles que desejam testar a próxima versão do sistema operacional desde o início.

O sistema operacional já conta com a série 9 do GCC (GNU Compiler Collection) como padrão, assim como o Python 3.7 (embora o Python 3.8 já esteja disponível nos repositórios). O pacote ICU (International Components for Unicode) também será atualizado para a versão 64.2 ou mais recente no ciclo de desenvolvimento do Ubuntu 19.10, as bibliotecas Boost para a versão 1.70 ou mais recente e a Glibc (GNU C Library) para a versão 2.30, que deve ser lançado em agosto. Outros componentes incluem o Golang 1.12 e o OpenJDK 11 por padrão.

"Por favor, note que o Debian [Buster] está congelado, portanto inicialmente não deve haver uma grande quantidade de atualizações/mesclagens", diz Dimitri John Ledkov, da Canonical. "Mas pode haver muitas coisas acontecendo se o Debian lançar nos próximos 6 meses. E é hora de começar a pensar em pousar as coisas para o próximo lançamento LTS, já que você pode querer adicionar mais coisas neste ciclo para que tudo seja refinado a tempo para [o Ubuntu] 20.04 LTS!"

Ubuntu 19.10 será lançado em 17 de outubro

Outras mudanças dignas de nota na próxima versão do Ubuntu incluem suporte para as arquiteturas IBM System z (s390x), PowerPC 64-bit Little Endian (PPC64el) e AArch64 (ARM64) para o instalador do Ubuntu Server. Além disso, em plataformas x86, o instalador usará links simbólicos para initrd e vmlinuz no diretório /boot em vez de /.

A programação de lançamentos do Ubuntu 19.10 já está disponível, sugerindo que a versão final chegará no dia 17 de outubro e que a versão beta deve estar disponível para testes públicos em 26 de setembro. O sistema operacional deve ser lançado com o ambiente gráfico GNOME 3.34 e provavelmente com o Linux Kernel 5.3.


FONTE: Softpedia

Comentários