AMD libera patches para suportar GPUs Navi no Linux Kernel 5.3


A AMD publicou hoje, 17 de junho, seu conjunto de patches que adicionam o suporte para GPUs Navi (10) dentro do seu driver de kernel AMDGPU DRM (Direct Rendering Manager). A implementação conta com cerca de 459 patches, totalizando mais de 400 mil linhas de código, isto é, sem contar o trabalho já feito no LLVM para o backend do compilador de shader, bem como a adição do suporte para o OpenGL e Vulkan, que ainda será publicado.

Esta grande adição de código é necessária considerando todas as mudanças trazidas pela arquitetura Navi10/RDNA, mas, sim, muitas das alterações são cabeçalhos de registro automatizados. Esse suporte open source inicial para a próxima geração de GPUs da AMD inclui a habilitação de driver principal, suporte a exibição usando seu novo DCN2 (Display Core Next 2), computação gráfica GFX10, codificação e decodificação multimídia VCN2 (Video Core Next 2) e gerenciamento de energia.

Os desenvolvedores querem ter este código Navi 10 revisado e preparado para a implementação no Linux Kernel 5.3, que está ficando com o seu cronograma de mudanças um pouco apertado, mas deve ser gerenciável se os mantenedores do Direct Rendering Manager não fizerem objeções. A janela de mesclagem para novas alterações do Linux Kernel 5.3 será aberta em julho, enquanto a versão estável será lançada em setembro.



Os novos patches de hoje para o driver AMDGPU DRM também incluem novos bits em torno do suporte de memória de vídeo GDDR6, alterações de firmware, mudanças relacionadas com o clock de GPU, segurança PSP 11.0 e bits de computação para o AMDKFD (AMD Kernel Fusion Driver). Os PCI IDs da Navi 10 adicionados incluem 0x7310, 0x7312, 0x7318, 0x731A e 0x731F.

Aqueles que planejam adquirir novas placas Radeon RX 5700 precisarão usar o driver Radeon Software for Linux, disponível no site oficial da AMD, em distribuições Linux suportadas. O suporte open source inicial de hoje pode ser encontrado clicando aqui.


FONTE: Phoronix
Comentários