Novos patches da AMD para seu driver gráfico coloca ''Arcturus'' como GPU derivada da Vega


Em meados de setembro do ano passado, foi descoberto o codinome "Arcturus", da AMD, que supostamente seria o nome dado a um sucessor da microarquitetura Navi, mas que depois foi esclarecido que seria usado como um codinome de ativação de hardware para o driver gráfico do Linux. Agora, novos patches chegaram ao AMDGPU, driver do kernel Linux, implementando o suporte e revelando mais detalhes sobre Arcturus.

Este suporte para Radeon Arcturus chega apenas algumas semanas após a adição do suporte para as novas placas de vídeo Radeon RX 5000 "Navi". Mas, na verdade, essa parte do código adicionada no driver para Arcturus não é baseada no que já existente para Navi, mas sim uma nova implementação para Vega, baseado no Vega 20, em parte. E não ouvimos falar de "Arcturus" em nenhum evento recente da AMD nem de vazamentos nos sites mais focados no Windows.

Então, o que é Arcturus? De acordo com informações do Phoronix, existem fortes indícios de que a AMD está trabalhando em uma nova GPU para workstation que poderia ser anunciada em breve, durante a conferência SIGGRAPH 2019. Ainda, segundo o site, novos códigos da empresa relacionados ao novo produto, de codinome "GFX908", foram implementados recentemente no compilador de shader do driver AMDGPU no LLVM. Alguns informações no código apontam que o novo hardware seria indicado para workstation devido à memória ECC, além de outros atributos.

A própria AMD já tinha mencionado anteriormente durante seus eventos relacionados com as GPUs Navi que ainda possuía planos de continuar usando GPUs Vega com memória HBM quando se trata de ofertas para workstation e computação, já que a microarquitetura Vega é muito boa nesse quesito, com as placas Radeon RX 5000 estando mais focadas em jogadores.

Então, considerando todas as evidencias, Arcturus parece ser uma próxima série da Vega para workstation, "Radeon Instinct", que nós poderíamos ver sendo anunciado durante a conferência SIGGRAPH. Os mais recentes patches também apontam para um acelerador de computação sem qualquer suporte 3D e que não se trata apenas de uma pequena mudança em relação ao Vega 20, mas equivale a 102 patches para o driver de kernel AMDGPU, adicionando mais de 100 mil novas linhas de código, com muitos desses novos códigos sendo arquivos de cabeçalho gerados automaticamente.

Além disso, outro detalhes interessante do novo código é que ele revela uma implementação do Video Core Next "VCN2.5" e há apenas três IDs de dispositivos adicionados para as GPUs Arcturus. Dado o tempo, essas novas mudanças provavelmente serão adicionadas ao Linux Kernel 5.4, considerando que já estamos na primeira semana da janela de mesclagem do Linux Kernel 5.3.

Fique ligado no LinuxBuzz para novas informações assim que forem surgindo.


FONTE: Phoronix
Tags :
Comentários