O openSUSE Tumbleweed agora possui otimizações LTO habilitadas por padrão


Os desenvolvedores do openSUSE vem trabalhando há algum tempo em um esforço para habilitar o Link-Time Optimizations (LTO) por padrão para seus pacotes, enquanto agora, finalmente, com a mais nova versão do openSUSE Tumbleweed, esse objetivo foi alcançado. Entre as distribuições Linux que já fazem uso do recurso está, por exemplo, o Clear Linux, da Intel.

"Estou feliz em anunciar que a mais recente versão do [openSUSE] Tumbleweed é o primeiro snapshot que usa o LTO por padrão. O snapshot sobreviveu ao teste completo do openQA e eu tenho usado o snapshot em ambas as minhas máquinas. Os usuários podem esperar por binários menores e mais rápidos. No momento, estamos coletando estatísticas e planejamos escrever mais detalhes sobre os benefícios", disse Martin Liška, do projeto openSUSE.

Para os usuários finais, isso deve significar binários mais rápidos e menores, graças às otimizações adicionais realizadas no link-time. O LTO permite que diferentes otimizações sejam realizadas no link-time para os diferentes bits, compreendendo um único módulo/binário para o programa inteiro.

Os testes realizados pelos desenvolvedores do openSUSE estão se mostrando bem-sucedidos e já existe a possibilidade de liberar a mudança para mais pacotes, permitindo o GCC LTO em toda a distribuição Linux. Os navegadores Chromium e Firefox (incluindo Profile Guided Optimizations) com o LTO habilitado também devem chegar em breve.

Para mais detalhes, não deixe de conferir o anúncio oficial, clicando aqui. Como bem lembra Martin Liška, mais novidades sobre o assunto, incluindo estatísticas e mais informações obre os benefícios, devem ser reveladas em breve.


FONTE: Phoronix | openSUSE
Tags :
Comentários