Um ano de Proton e muito progresso feito para rodar jogos do Windows no Linux


Esta semana marca um ano desde que a Valve lançou a primeira versão beta do Proton para o Steam Play, permitindo que os jogadores Linux pudesse instantaneamente rodar (sim, literalmente instalar e jogar) centenas de jogos do Windows no Linux por meio dessa implementação baseada no Wine disponível através do cliente Steam.

É uma loucura desde então, com todo o trabalho contínuo da Valve nos drivers gráficos open source para Linux, adicionando no Proton o FAudio, para um melhor suporte de áudio nos jogos, bem como o D9VK (além de já usar o DXVK) para rodar os games sobre a Vulkan que, graças ao seu suporte exclusivo para controle quase físico, possibilita maior desempenho e framerate mais estável.

Para comemorar o aniversário de um ano do Proton, a CodeWeavers, que trabalha sob contrato para a Valve, publicou em seu blog oficial uma postagem recapitulando todo o trabalho já feito na ferramenta no último ano, destacando o seguinte:

  • O Proton já foi atualizado para quatro grandes atualizações do Wine.
  • Adicionadas extensas melhorias nas peculiaridades do gerenciamento de janelas, incluindo correções de contribuição e relatórios de erros para os próprios gerenciadores de janelas. Pense em coisas como na guia alt, no movimento da janela, na alternância de tela cheia, no foco do mouse e do teclado e assim por diante.
  • Uma tonelada de trabalho em melhorar o suporte para gamepad, incluindo mapeamentos de input e suporte a rumble.
  • Continuação do rastreamento das versões mais recentes do Steamworks e do OpenVR SDK.
  • Implementação de um sistema de criação baseado em VM para permitir que os usuários personalizem o Proton com mais facilidade.
  • Apoio ao desenvolvimento e integração do FAudio, uma implementação open source do XAudio2, para melhorar o suporte de áudio nos jogos mais recentes.
  • Começamos a adicionar o wine-mono, o substituto open source para o Microsoft .NET e continuamos a fazer melhorias nele.
  • Toneladas de trabalho para suportar outros idiomas.

"Além do nosso próprio trabalho, também vimos uma comunidade incrível surgir em torno do Proton e Steam Play. Existem várias salas de bate-papo dedicadas ao Proton, e o Proton agora é um elemento importante nas discussões do Reddit r/linux_gaming. Uma das joias brilhantes da comunidade é o ProtonDB, onde os usuários podem relatar suas próprias experiências com a execução de jogos no Proton", disse a CodeWeavers.

A empresa conclui sua postagem afirmando que, embora não possa fazer grandes planos para o futuro, está trabalhando para integrar o VKD3D para rodar jogos desenvolvidos com o Direct3D 12 sobre a Vulkan, além de revelar estar trabalhando também em outras áreas.

"Estamos analisando seriamente o desempenho e considerando nossas opções para fazer melhorias sem quebrar tudo o que já está funcionando; e temos alguns grandes planos para o wine-mono. Há mais coisas acontecendo, é claro, mas as linhas do tempo nesses recursos são mais nebulosas", afirmou a empresa.

Embora a CodeWeavers não tenha mencionado algo a respeito na sua publicação, já sabemos que a Valve vem trabalhando para implementar mais algumas outras mudanças no Proton, o que possibilitará a execução de mais jogos. Isso inclui suporte para Easy Anti-Cheat, BattlEye e a habilitação do D9VK por padrão (atualmente os usuários precisam ativá-lo usando uma variável de ambiente). Esperemos um futuro ainda mais promissor para o Proton!


FONTE: PhoronixCodeWeavers
Comentários