Conheça o vkBasalt, uma camada de pós-processamento Vulkan para Contrast Adaptive Sharpening


Prometendo visuais mais realistas, a AMD anunciou juntamente com a sua nova série de placas de vídeo Radeon RX 5700 (Navi) o Radeon Image Sharpening, recurso projetado para melhorar a qualidade da imagem com perdas mínimas de desempenho. No entanto, como você deve imaginar, há suporte apenas para produtos da empresa, o que inclui chips com microarquitetura Polaris, Vega e Navi, e somente para o sistema operacional Windows 10.

Mas como no mundo open source tudo é possível, um novo projeto de código aberto independente promete possibilitar a implementação do suporte para Contrast Adaptive Sharpening (CAS) na Vulkan, que é semelhante ao Radeon Image Sharpening, mas que funciona com qualquer GPU suportada pela API gráfica, o que inclui GPUs NVIDIA.

Estamos falando do vkBasalt, que fornece "nitidez adaptativa ao contraste" para qualquer jogo que faça uso da Vulkan, com sua implementação sendo uma camada de pós-processamento para a API gráfica, o que permite que ele seja efetivamente independente de GPU ou driver.

Por ser independente, uma vez instalado, pode ser carregado com as variáveis ​​de ambiente   ENABLE_VKBASALT=1   ou   ENABLE_VKBASALT32=1  , caso seja executado um jogo que faça uso de bibliotecas de 32-bits. Em outras palavras, nas opções de inicialização de um jogo no Steam, fica da seguinte forma:   ENABLE_VKBASALT=1 %command%  .


O vkBasalt é baseado no código para Contrast Adaptive Sharpening do AMD FidelityFX. Para conferir uma imagem do jogo Skyrim que compara a mudança obtida quando o recurso está habilitado, acesse este link. Mais detalhes sobre o projeto você encontra no GitHub.


FONTE: Phoronix | GamingOnLinux
Tags :
Comentários