Valve adiciona mais melhorias no cache de shaders do RADV, driver Vulkan para GPUs Radeon


Dando sequência aos seus esforços de aprimorar cada vez mais o Linux para jogos, a mais recente contribuição da Valve para o RADV, driver open source para placas de vídeo AMD Radeon, é o suporte para o recurso "compilação segura", que permite gerar vários threads de compilação no mesmo sistema que são protegidos por filtros SECCOMP (abreviação de secure computing mode ou modo de computação segura, em português) como o aspecto "seguro" desse recurso.

Isso é importante para garantir que os threads estejam apenas executando suas tarefas de compilação de shader designadas e de forma mais segura. Em outras palavras, a ideia é permitir que softwares, especialmente o Steam, pré-compile grandes bancos de dados de shaders, como os coletados por meio do programa Fossilize. Ao pré-compilar os shaders, é possível evitar stuttering nos jogos e ajudar com o tempo de carregamento.

O conceito em si não é novo e a Valve trabalhou no cache/pré-cache de shaders para OpenGL e Vulkan e na distribuição dos mesmos através do Steam para ajudar nos tempos de carregamento dos games. O que há de novo agora, com a chegada do próximo Mesa 19.3, é a funcionalidade de compilação "segura" via SECCOMP para aumentar a segurança e expor uma variável de ambiente RADV_SECURE_COMPILE_THREADS para especificar o número de threads extras a serem gerados para lidar com essa pré-compilação de shaders com antecedência.

O próximo Mesa 19.3 será sem sombra de dúvidas um lançamento bem empolgante para os jogadores Linux curtindo seus games com placa de vídeo Radeon mais modernas.


FONTE: Phoronix
Tags :
Comentários