ACO: compilador de shaders da Valve recebe mais melhorias


Embora o desempenho das placas de vídeo AMD com o ACO (abreviação para AMD COmpiler) já ofereça ótimos resultados quando comparado com o back-end "AMDGPU", do LLVM, durante a execução de jogos no Linux com o driver Vulkan "RADV", o compilador de shaders da Valve está ficando ainda melhor.

Acontece que na última segunda-feira (25) novas melhorias chegam no ACO, com uma das grandes mudanças sendo a introdução de um recurso chamado "vetorizador de carga" que, antes de ser aprovado para implementação no compilador de shaders, ficou em revisão durante quatro meses. Este trabalho, do desenvolvedor Rhys Perry, foi projetado para "reduzir bastante o número de operações de memória".

Os testes realizados com a mudança apontaram redução de código de cerca de 13% a menos para o jogo Nier: Automata e cerca de 15% de código a menos sendo gerado para o GTA V. Outros games provavelmente também serão beneficiados.

Em outras palavras, para os jogadores, a redução na geração de código significa ter que lidar com tempos de carregamento mais rápidos e também possíveis aumentos na taxa de quadros. Tempos emocionantes, como sempre, para aqueles com placas de vídeo AMD!

O Mesa 19.3 será o primeiro lançamento com o back-end ACO para o RADV como uma opção alternativa, que pode ser habilitada através da variável de ambiente   RADV_PERFTEST=aco  . Contudo, é no Mesa 20, programado para chegar no final de fevereiro de 2020, que o compilador estará mais estável.


FONTE: Phoronix
Tags :
Comentários