Linux Kernel 5.5 contará com suporte para AMD OverDrive com GPUs Navi


Uma das limitações do suporte open source do Linux para as placas de vídeo AMD da série Radeon RX 5000 "Navi" está na falta do recurso que permite o overclock da GPU, mas, felizmente, isso deve mudar com a chegada do Linux Kernel 5.5, que contará com suporte para o AMD OverDrive para chips Navi.

O suporte ao OverDrive para GPUs Navi foi enviado na última sexta-feira (15) como parte das mudanças mais recentes que chegam ao código de desenvolvimento do kernel Linux para o driver AMDGPU. Além de permitir o overclock, há manipulação de tensão corrigida para hardware SMU7 com tabelas de energia personalizadas, correções de manipulação de limite de energia para SMU11, parada adequada de threads de trabalho de gerenciamento de memória no desligamento e correção de relatórios de link PCIe para Navi.

Como não há um "Radeon Software Settings" ou outro aplicativo de configuração oficial para o driver de vídeo AMD Radeon no Linux, o suporte para OverDrive com GPUs AMD permanece baseado na linha de comando, semelhante ao que já acontece para GPUs Vega e Polaris.

E outras palavras, o overclock no Linux é feito através da leitura e gravação de valores nas respectivas interfaces sysfs. Houve tentativas de terceiros para a criação de um painel de configurações para GPUs AMD no Linux, mas não há suporte oficial há anos, mas isso é algo que ainda podemos cruzar os dedos e esperar por mais novidades em 2020.

O suporte para overclock com GPUs Navi no Linux é possível graças ao desenvolvedor Matt Coffin que, aparentemente sem afiliação com a AMD, publicou seus patches como sua primeira contribuição para o upstream do driver AMDGPU.


FONTE: Phoronix
Tags :
Comentários