Red Hat Enterprise Linux 8.1 é oficialmente lançado; confira as novidades


A Red Hat lançou na última terça-feira (5) o Red Hat Enterprise Linux 8.1, que chega trazendo gerenciamento mais inteligente por meio de automação aprimorada, novos aprimoramentos de segurança de nível corporativo, novas ferramentas para desenvolvedores e drivers atualizados para melhor suporte a hardware, tudo para oferecer uma plataforma confiável, estável e segura para nuvens híbridas e outros ambientes empresariais.

Os destaques incluem perfis SELinux centrados em contêineres para permitir que os administradores criem políticas de segurança mais adaptadas às suas necessidades para melhor controle sobre o acesso ao contêiner dos recursos de um sistema host, como computação, rede e armazenamento, bem como a lista de permissões de aplicativos, que permite escolher com mais precisão os aplicativos que podem ser iniciados em uma máquina, reduzindo o risco de softwares mal-intencionados.

"A nuvem híbrida é alimentada por uma base consistente, confiável e mais segura, e projetamos o Red Hat Enterprise Linux para ser este o alicerce do futuro da computação corporativa. O Red Hat Enterprise Linux 8.1 continua a desenvolver essa visão para nossos clientes e parceiros, como Microsoft e SAP, refinando a inteligência, automação e segurança aprimorada necessárias pelas equipes de TI para fornecer cargas de trabalho de produção na nuvem híbrida, enquanto ainda ajudam a impulsionar o desenvolvimento de aplicativos inovações", disse Stefanie Chiras, vice-presidente e gerente geral na Red Hat.

A nova versão do sistema operacional também vem com certificações adicionais Federal Information Processing Standards (FIPS) e Common Criteria (CC), possui a capacidade de configurar detalhadamente regras de firewall e serviços do sistema por meio do console da web do Red Hat Enterprise Linux, que aprimora a capacidade de gerenciamento, o suporte à importação de imagens virtuais QCOW, juntamente com a capacidade de pausar e retomar VMs, e suporte completo para "live patch" do kernel para limitar o tempo de inatividade do sistema.

Entre outras mudanças incluídas, podemos mencionar o suporte para mais opções de configuração para usuários e chaves SSH no Image Builder, suporte para novos formatos de imagem para várias plataformas em nuvem como Alibaba Cloud e Google Cloud Platform, bem como as versões mais recentes das ferramentas open source Golang e .NET Core.

Além disso, o Red Hat Enterprise Linux 8.1 adiciona várias melhorias de desempenho implementando novas ferramentas como o eBPF, que é uma versão estendida do Berkeley Packet Filter (BPF) projetada para ajudar os administradores de sistema a solucionar problemas complexos de rede, e o XDP (eXpress Data Path). ), um caminho de dados de alto desempenho baseado em eBPF.

Para mais detalhes, não deixe de conferir o anúncio oficial de lançamento, clicando aqui.


FONTE: Softpedia | Red Hat
Tags :
Comentários