Lançado o Mesa 19.3 com o compilador de shaders ACO para GPUs AMD


Depois de ter seu lançamento adiado por algumas semanas devido a alguns bugs críticos, foi finalmente lançado hoje, x de dezembro, o Mesa 19.3, que chega trazendo diversas melhorias e correções para os mais variados drivers Vulkan e OpenGL de código aberto, o que garante melhor suporte para novos hardwares e melhor experiência com jogos na plataforma Linux.

Entre as novidades, está um verdadeiro presente de natal para os donos de GPUs AMD GCN 1.2/GFX8 e mais recente. Estamos falando do compilador de shader da Valve, o ACO (AMD COmpiler), para um melhor desempenho dos jogos rondando sobre a Vulkan no Linux com placas de vídeo Radeon.


A principal vantagem de se usar o ACO, quando comparado com o back-end AMDGPU do LLVM, é a redução no tempo de compilação de shaders dos jogos, bem como a possibilidade de se obter um gameplay sem "engasgadas", ou seja, partidas bem mais suaves. Como o compilador não está ativado por padrão, para usá-lo com os seus jogos, será necessário usar a variável de ambiente   RADV_PERFTEST=aco  .

Ainda no lado da AMD, foram adicionadas melhorias na decodificação em 8K para os codecs HEVC/H.265 e VP9, melhor suporte para GPUs Navi 14, suporte para compilação segura com o driver RADV, graças a Valve, foi aprimorado o desempenho de APUs AMD, adicionada mais melhorias e correções no driver AMDGPU e muito mais.

Mais aprimoramentos para GPUs Intel

O Mesa 19.3 também traz diversas novidades para GPUs Intel, o que inclui suporte para OpenGL 4.6, suporte inicial para gráficos Tiger Lake (Gen 12) e melhor desempenho para o Iris, o novo driver da Intel que faz uso da arquitetura Gallium3D e que deve substituir o mais antigo i965 em hardware Broadwell e mais recentes,

Outras mudanças dignas de nota incluem a adição de novas extensões Vulkan nos drivers ANV (Intel) e RADV (AMD) e suporte para o SPIR-V 1.4 nos drivers Vulkan, bem como para o recurso Vulkan Memory Model. Além disso, o Nouveau, driver open source para GPUs NVIDIA, agora possui suporte para o SPIR-V, para que no futuro possa lidar com OpenCL, e o cache de shaders no disco do Mesa agora atende a sistemas modernos com processadores de 4 ou mais núcleos.

Sem sombra de dúvidas, o Mesa 19.3 é uma importante atualização para os jogadores Linux, principalmente para aqueles rodando seus jogos com GPU AMD.


FONTE: Phoronix
Tags :
Comentários