Mozilla lança oficialmente seu serviço de VPN; chega no Linux em breve


A Mozilla lançou oficialmente seu serviço VPN em um total de seis países diferentes, mas a fundação promete expandi-lo para mais regiões e plataformas nos próximos meses. Nesse momento, apenas os EUA, Reino Unido, Canadá, Nova Zelândia, Cingapura e Malásia possuem acesso à novidade. Além disso, é necessário também estar executando Windows, Android ou iOS (ainda em versão beta).

A Mozilla diz que já está trabalhando no suporte ao macOS e Linux, mas não há previsão de lançamento. Ainda, segundo a companhia, o que diferencia seu próprio produto VPN do resto dos concorrentes é a velocidade real que os usuários recebem após ativar o cliente.

“A primeira coisa que você nota quando instala o Mozilla VPN é a rapidez com que você navega. Isso porque o Mozilla VPN é baseado em tecnologia moderna e enxuta, as 4.000 linhas de código do protocolo WireGuard, é uma fração do tamanho dos protocolos herdados usados ​​por outros provedores de serviços VPN ”, explica.

Obviamente, a Mozilla garante que nenhum dado seja registrado e nenhuma informação seja compartilhada com plataformas de análise de terceiros.

“Não mantemos registros de dados do usuário. Não temos parceria com plataformas de análise de terceiros que desejam criar um perfil do que você faz online. E como os fabricantes desta VPN são apoiados por uma empresa orientada a missões, você pode confiar que os dólares gastos com este produto não apenas garantirão uma VPN de alto nível, mas também melhorarão a Internet para todos.”

O serviço está disponível hoje nos países mencionados no início do artigo por apenas US$ 4,99 por mês, e os assinantes podem habilitá-lo em no máximo cinco dispositivos diferentes. O serviço VPN é executado em mais de 280 servidores em mais de 30 países; portanto, tecnicamente, não apenas a privacidade da sua empresa deve ser totalmente protegida, mas também não deve ocorrer nenhum tempo de inatividade.


FONTE: Softpedia
Comentários