Valve cria fork do VKD3D para obter melhor suporte ao DirectX 12 no Steam Play


Enquanto o pessoal por trás do Wine continua trabalhando no VKD3D para fornecer uma camada de tradução do Direct3D 12 sobre a Vulkan no Wine, um desenvolvedor da equipe Proton, da Valve, criou um fork da implementação, que está sendo chamado de "VKD3D-Proton" e que concentra todos os esforços da empresa para oferecer o melhor suporte ao D3D12 no Proton, a principal ferramenta que alimenta o Steam Play.

Com a novidade, os desenvolvedores da Valve podem trabalhar mais livremente no código do VKD3D, sem sofrer qualquer tipo de restrição por parte dos líderes do projeto Wine, o que pode envolver, por exemplo, a adição de novos recursos que, embora não tenham sido testados no maior número de cenários possíveis, pode permitir a execução no Linux dos mais populares jogos desenvolvidos com o DirectX 12      levando em conta que o Wine não é focado apenas em jogos como o seu fork Proton.

"Desempenho e compatibilidade são alvos importantes, à custa da compatibilidade com drivers e sistemas mais antigos. Extensões e recursos modernos da Vulkan são usados agressivamente para melhorar o desempenho e a compatibilidade. É recomendável usar os drivers mais recentes que você pode encontrar para obter a melhor experiência. A compatibilidade com a API autônoma do vkd3d não é uma meta deste projeto", descreve Hans-Kristian Arntzen no repositório do projeto no GitHub.

Além de Hans-Kristian Arntzen trabalhar no Proton-VKD3D, Joshua Ashton, do D9VK (que foi implementado no DXVK), foi o outro desenvolvedor que contribuiu para esse projeto até agora desde que foi iniciado em meados de junho.

Certamente será interessante ver aonde isso leva e com que rapidez o VKD3D-Proton pode começar a fazer com que os jogos DirectX 12 para Windows possam rodar tão bem no Linux com Steam Play como o DXVK é capaz de fazer.


FONTE: Phoronix
Comentários