Linux Kernel terá melhor gerenciamento de energia para laptops com GPU dedicada da AMD



Novas mudanças que permitem melhorar o consumo de energia já estão disponíveis e devem chegar com o próximo Linux Kernel 5.10, com alguns itens que valem a pena destacar, como é o caso de hibernação mais rápida, bem como correção no gerenciamento de energia para laptops com gráficos integrados (APU) e dedicado (dGPU) da AMD.

Isso é possível graças ao feedback dos usuários de laptops AMD com APU Ryzen 4000 Renoir e dGPU, como o chip RX 5600M, onde relatam travamentos no sistema hibernando e alto consumo de energia no geral. Com os detalhes em mãos, o desenvolvedor Linux independente Lukas Wunner conseguiu rastrear o problema e descobriu que os gráficos dedicados do notebook nunca são suspensos para um estado de economia de energia conhecido como "D3cold", que permite reduzir o consumo de energia e estende o tempo que um hardware mobile pode funcionar com carga de bateria.

Atualmente, o kernel Linux só permite o suporte para o estado D3cold para portas hot-plug pertencentes a um dispositivo Thunderbolt ou a uma propriedade ACPI. Mas com esses laptops AMD mais novos não sendo conectados por Thunderbolt ou tendo a propriedade ACPI, a dGPU nesses laptops não estão indo para o estado D3cold.

A mudança preparadas por Lukas agora assumirá o suporte a D3cold se a ponte for gerenciável por ACPI. Portanto, embora esta correção não seja específica apenas para a AMD, mas sim para o código ACPI PCI do kernel Linux comum, deve beneficiar principalmente aqueles com laptops modernos com hardware AMD.

As melhorias envolvendo o gerenciamento de energia do Linux Kernel 5.10 também traz mudanças na coleta de estatísticas para o CPUfreq, suporte para CPUfreq core definindo a escala de frequência em nome dos drivers e retomada da hibernação muito mais rápida graças a melhorias no I/O.

As mudanças no gerenciamento de energia estão descritas no LKML.


FONTE: Phoronix
Tags :
Comentários