VKD3D-Proton começa a receber suporte para DirectX Raytracing

Os desenvolvedores que trabalham no VKD3D-Proton, um fork criado pela Valve do VKD3D para rodar com melhor desempenho no Linux usando a API gráfica Vulkan jogos que fazem uso do Direct3D 12, iniciaram os trabalhos para implementar o suporte para o DirectX Raytracing (DXR). Hans-Kristian Arntzen foi quem deu o primeiro passo, publicando um patch que permite habilitar extensões ray-tracing no VKD3D-Proton. Contudo, é importante ressaltar desde o início que trata-se apenas de um trabalho muito inicial, portanto, deve levar um tempo até que os desenvolvedores consigam fazer com que jogos com suporte para ray-tracing funcionem bem, como sugere Hans-Kristian Arntzen em seu pedido de implementação das mudanças: "Não exponha nenhum recurso ao aplicativo ainda, mas permita a substituição do FL para 12.2 para teste local enquanto ativa o DXR." Felizmente, a Vulkan 1.2.162, lançada em novembro do ano passado, formalizou o suporte para ray-tracing após a especificação preliminar em março passado. O Vulkan Ray Tracing foi projetado com ambos em mente: o DXR e a extensão do fornecedor da NVIDIA já existente na época, de modo que a portabilidade do DXR no topo da Vulkan não deve ser um fardo para os desenvolvedores que trabalharão nesse suporte. Certamente será muito interessante ver a rapidez com que o DirectX Ray-Tracing se une com o VKD3D-Proton, com o recurso chegando brevemente no Steam Play. Entre os jogos que atualmente suportam DXR, estão: Cyberpunk 2077, Wolfenstein: Youngblood, Minecraft, Metro Exodus, Fortnite, Battlefield 5 e outros. Obviamente, à medida que o ano avança, é provável que vejamos a chegada de muitos mais títulos DXR. FONTE: Phoronix
Tags :
Comentários