Mostrando postagens com marcador Android. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Android. Mostrar todas as postagens

Após entrar em desenvolvimento no ano passado, mais precisamente em junho, o Android-x86 8.1, baseado no mais recente Android 8.1 Oreo, da Google, viu duas versões RC (Release Candidate) que permitiram que os testadores pudessem experimentá-lo em seus PCs. Três meses após a última build RC, o sistema operacional agora está finalmente estável e pronto para adoção em massa.

Diferente do que era esperado, o Ubuntu 18.10 não será lançado com integração por padrão com o Android. O recurso, que é fornecido pela extensão GSconnect, uma implementação para o GNOME Shell do serviço KDE Connect, foi proposto para inclusão na versão final do Ubuntu 18.10 no início do ciclo de desenvolvimento por Will Cooke, gerente de desktop do Ubuntu, mas parece que a ideia não vingou.

No início da semana, o projeto Android-x86 anunciou o lançamento do primeiro RC (Release Candidate) da próxima atualização 8.1, que é baseada no Android 8.1 Oreo e que possui suporte para arquiteturas de 32 e 64-bits, além de contar com a mais recente pilha gráfica Mesa 18.1.2 para permitir suporte para aceleração de hardware OpenGL ES 3.x com gráficos da Intel, AMD e NVIDIA, bem como máquinas virtuais VMWare e QEMU.

A Samsung publicou recentemente um novo vídeo em seu canal do YouTube que demonstra o recém-lançado "Linux on Galaxy", conceito anunciado no mês passado para os smartphones Galaxy S8, S8+, e Note8. A novidade promete trazer a experiência completa do PC com distro Linux para o seu dispositivo móvel quando ele é conectado ao dock Samsung DeX, transformando o seu smartphone Samsung em um desktop completo com direito a monitor, teclado e mouse.

A Canonical anunciou recentemente mais uma nova atualização para o daemon do Snappy, o Snapd 2.27, que chega para trazer várias melhorias e novos recursos para todas as distribuições Linux suportadas. Contudo, o recurso que mais chamou a atenção nesta nova versão do software é o suporte ao boot do Android, novidade que deve ajudar a implementar a tecnologia para uma ampla gama de dispositivos que rodam o sistema operacional móvel da Google.

Recentemente foi publicada no GitHub uma nova extensão para o GNOME, chamada MConnect, que promete ajudar os usuários a integrar facilmente a ferramenta KDE Connect com o ambiente gráfico, permitindo que você confira rapidamente a carga da bateria do seu dispositivo Android, localize o seu smartphone quando ele estiver perdido e, até mesmo, envie mensagens de texto para seus contatos do Google.

Embora a iniciativa tivesse hype e muito potencial, o Remix OS, sistema operacional baseado no Android-x86 criado pela Jide Technology para o PC, será descontinuado. O anúncio foi feito pela própria empresa através de um comunicado a imprensa na última segunda-feira (17) e, entre os dispositivos oferecidos pela companhia que também entram nessa lista, está o Remix IO e Remix IO+ 4K HDR. Com isso, a Jide Technology deve focar agora no espaço empresarial.

O KDE Connect, ferramenta que permite integrar o seu dispositivo Android com o PC, está recebendo uma grande novidade que, provavelmente, deve agradar e muito os usuários do sistema operacional do robozinho que adoram conectar o seu aparelho na sua distribuição Linux favorita. Estamos falando do suporte para conexões por meio do Bluetooth, algo que atualmente só é possível via WiFi.

Anbox é uma ferramenta que promete executar aplicações do Android em qualquer uma distribuição Linux, embora ele esteja oficialmente disponível apenas para os usuários do Ubuntu. O programa é descrito como uma solução baseada em contêiner para iniciar um sistema operacional Android completo e totalmente funcional. Segundo os desenvolvedores, o projeto faz uso da tecnologia LXC (Linux Containers) para permitir que os usuários executem qualquer aplicativo Android.

Já está disponível a versão final do Android-x86 6.0, que estava em desenvolvimento desde o início do ano, tendo um total de duas builds RC (Release Candidate), uma em julho e outra em agosto. Este também é o primeiro lançamento do sistema operacional baseado no Android 6.0 Marshmallow, da Google, e inclui as mais recentes atualizações de segurança AOSP (Android Open Source Project).

Recentemente, a Google anunciou que o Chrome OS, o sistema operacional dos Chromebooks, ganharia suporte para a Play Store, resultando na chegada de mais de 1 milhão de aplicativos do Android. E, entre esses diversos apps, está o CrossOver, o que permitirá que os donos de notebooks de baixo custo da empresa de Mountain View possam executar programas e jogos do Windows.

Foi anunciado no último sábado, 25 de junho, o RaspAnd Build 160625, sistema operacional baseado no Android-x86 que promete levar o Android 6.0 Marshmallow para o Raspberry Pi 2 e Pi 3. Quem decidir se aventurar no SO irá encontrar os apps tradicionais da Google já pré-instalados, o que permite acessar praticamente todos os serviços da empresa de Mountain View, como a própria Play Store, Gmail, YouTube, Maps e Hangouts.

Recentemente, a Google revelou que o seu sistema operacional Chrome OS receberia uma grande atualização que permitiria que os aplicativos do Android fossem instalados através da Play Store. Hoje (17), os usuários de Chromebooks já começaram a receber alguns apps para tablets, mas ainda enfrentam dificuldades para rodar no SO, como bugs e instabilidades.

A Jide Technology anunciou nesta quinta-feira, 16 de junho, que Chih-Wei Huang, fundador do projeto open source Android-x86, agora é parceiro oficial dos desenvolvedores do Remix OS. Com isso, a empresa acredita que o conhecimento de Chih-Wei Huang em portar o Android para PCs vai beneficiar ainda mais o seu sistema operacional no desktop.
Android 6.0 Marshmallow

Já está disponível o Android-x86 6.0 RC1 que chega com a promessa de permitir que qualquer pessoa possa executar o Android 6.0 Marshmallow em seu computador. Com base no Linux Kernel 4.4.12 LTS, a nova versão do sistema operacional traz edições de 32 e 64-bits, suporte para aceleração de hardware através da API OpenGL ES 3.x para GPUs NVIDIA, AMD e, claro, para os gráficos integrados da Intel.

A Google está trabalhando para implementar o suporte para a loja de apps do Andorid, a Google Play Store, no Chrome OS, o sistema operacional baseado no kernel Linux dos Chromebooks, resultando na chegada de mais de 1 milhão de aplicativos. A novidade deveria ter aparecido na keynote de abertura da Google I/O, mas, segundo o site 9to5Google, isso não aconteceu por limitações de tempo.

A primeira versão beta do Remix OS só deve chegar no dia 1º de março, anunciou a Jide na última segunda-feira (22). Além disso, também foi anunciado que o SO e projeto Android-x86 entraram em parceria. Esta também parece ser uma boa notícia, já que o Remix OS é baseado no sistema adaptado do robozinho verde para o ambiente dos computadores.

Inicialmente o Remix OS foi lançado na primeira semana de janeiro como um Alpha. Como você pode imaginar, não foi uma iteração muito estável. O Alpha tem um monte de problemas, que vão desde a instabilidade à falta de recursos, mas ainda é uma grande iniciativa e, ao que podemos ver, uma versão melhor já está a caminho.

Entre os recursos que poderão ser lançados com o Remix OS Beta, é a inicialização dual boot através do próprio HD do PC, o que deve melhorar a performance da versão modificada do Android. “As novas características que implementamos junto do Remix OS 2.0 foram meticulosamente desenvolvidas para levar até você o melhor dos dois mundos – a fusão harmoniosa entre o mobile e a experiência do desktop”, afirmou a Jide, segundo informa o Geeky Gadgets.



Além disso, será possível, também, realizar o dual boot (via pendrive ou HD externo), instalar o sistema em máquinas com processadores de 32-bits (funções estas não suportadas pela versão Alpha do programa), inicialização em máquinas UEFI e suporte para atualizações OTA (Over-the-air).

Ao menos por enquanto, você pode baixar a versão Alpha do Remix OS para experimentá-lo. Aprenda a instalar através desta página.


FONTE: Softpedia | TecMundoGeeky Gadgets

Os desenvolvedores do Android-x86 revelaram no mês passado no anúncio da versão 4.4 R4 que esta, provavelmente, seria a última da série. Contudo, a equipe responsável pelo sistema operacional resolveu lançar mais uma nova atualização de manutenção, a 4.4-r5, trazendo algumas correções e melhorias. O ramo Android-x86 4.4 "KitKat" é, atualmente, o único considerado estável do projeto.

Já está disponível o Android-x86 4.4 R4, ainda com base no 4.4 KitKat, trazendo algumas novidades significativas, como o suporte para UEFI, melhorias envolvendo a biblioteca de gráficos 3D Mesa 10.5.9, foi removido a limitação de 2GB do data.img e o Linux Kernel foi atualizado para a versão 4.0.9, o que deve oferecer um melhor suporte aos usuários que desejam instalar o SO em dispositivos Surface, da Microsoft.

Já está disponível para download e teste o Remix OS 2.0 Alpha, a versão do SO inicialmente apresentada na CES 2016 pela desenvolvedora Jide. O sistema operacional é baseado no Android-x86 (Android Lollipop) e promete oferecer uma excelente experiência baseada no Android, além de poder ser instalado, obviamente, em máquinas x86 – arquitetura adotada pela grande maioria dos processadores da Intel e AMD.