UBports:


Depois de muitos meses de trabalho duro, a UBports finalmente anunciou no último domingo (26) a atualização OTA-4 para o sistema operacional móvel Ubuntu Touch. Este também é o primeiro lançamento baseado no Ubuntu 16.04 LTS (Xenial Xerus), o que significa que o update inclui componentes mais recentes e atualizados do que todos os lançamentos anteriores, que foram baseados na antiga e obsoleta série 15.04 (Vivid Vervet).

O projeto UBports anunciou hoje, 24 de julho, por meio de seu perfil oficial no Twitter que recebeu uma doação da Canonical, desenvolvedora da popular distribuição Linux Ubuntu, que consiste em um lote de dispositivos com o intuito de ajudar no desenvolvimento do Ubuntu Touch, levando o sistema operacional móvel para mais modelos de aparelhos.

O projeto UBports anunciou nesta terça-feira (19) a primeira build RC (Release Candidate) do Ubuntu Touch OTA-4, que será o primeiro a baseado no sistema operacional Ubuntu 16.04 LTS (Xenial Xerus). Além disso, a próxima atualização OTA (over-the-air) não será apenas duas vezes mais rápida que as versões anteriores, mas também adiciona alguns novos recursos interessantes, como um aplicativo Phone mais simplificado e suporte para a versão GSM do tablet Nexus 7 de 2013.

A Purism, fabricante de laptops focados em privacidade, anunciou uma parceria com a UBports Foundation para oferecer o sistema operacional móvel Ubuntu Touch no próximo smartphone Librem 5. Liderada pelo desenvolvedor Marius Gripsgard, a UBports mantém o sistema operacional Ubuntu Touch disponível para vários dispositivos populares, incluindo Fairphone 2, Nexus 5 e OnePlus One, bem como o tablet BQ Aquaris M10.

Se você ainda possui um Moto G (2ª geração), você já pode transformá-lo em um Ubuntu Phone instalando o sistema operacional móvel Ubuntu Touch da UBports. Lançado em setembro de 2014, o smartphone é o primeiro dispositivo suportado pela comunidade e conta com chip Qualcomm MSM8226 Snapdragon 400, 1GB de memória RAM e 8GB de armazenamento interno.

Como você já deve saber, no ano passado, a Canonical decidiu parar o desenvolvimento de seu ambiente gráfico Unity 8 para o Ubuntu e o sistema operacional móvel Ubuntu Touch. Dias após seu triste anúncio, alguns membros da comunidade pareciam interessados em assumir o desenvolvimento do Unity 8, como era o caso do Yunit, na época sendo considerado o projeto mais promissor.

Já faz algum tempo que a Canonical abandonou o desenvolvimento do ambiente gráfico Unity 8 e do Ubuntu Touch, o que fez com que a UBports, com a ajuda da comunidade, ficasse a frente de todo o trabalho realizado no sistema operacional móvel. Agora, a empresa dona do Ubuntu fez algo que muitos não esperavam e doou para o projeto alguns dispositivos Meizu MX4 e BQ Aquaris E5 HD.

Apenas alguns dias depois de lançar a atualização OTA-3 para o Ubuntu Touch, a UBports anunciou que em breve será possível rodar aplicativos para Android em dispositivos Ubuntu Phone. Isso será possível graças ao Anbox (Android-in-a-Box), projeto open source que promete executar apps Android em um container dentro de distribuições Linux sem perda de desempenho. Com tantas vantagens, a UBports logo encontrou uma maneira de implementar o Anbox no Ubuntu Touch para permitir que os usuários de Ubuntu Phones também usem aplicações criadas para o sistema do robozinho verde.

A UBports anunciou recentemente que conseguiu rodar com sucesso um port do sistema operacional móvel Ubuntu Touch, que antes teve o desenvolvimento abandonado pela da Canonical, no smartphone Nexus 5. Além disso, a versão modificada do Ubuntu Touch para ser compatível com o dispositivo é baseada no Ubuntu 16.04, o que significa também que outros aparelhos suportados receberão a nova base, que atualmente executam o Ubuntu 15.04.