A Feral Interactive, desenvolvedora responsável pela chegada de diversos ports AAA na plataforma Linux, anunciou nesta terça-feira (17) que Life Is Strange 2 chega esta semana no Linux, em 19 de dezembro. Curiosamente, o lançamento deve acontecer mais de um ano após a empresa anunciar que estava trabalhando no port do jogo para o sistema do pinguim.

Depois de ter seu lançamento adiado por algumas semanas devido a alguns bugs críticos, foi finalmente lançado hoje, x de dezembro, o Mesa 19.3, que chega trazendo diversas melhorias e correções para os mais variados drivers Vulkan e OpenGL de código aberto, o que garante melhor suporte para novos hardwares e melhor experiência com jogos na plataforma Linux.

A Canonical, empresa por trás do popular sistema operacional Ubuntu, anunciou na última segunda-feria (9) que será um patrocinador oficial da primeira edição da WSLConf, conferência que será realizada nos dias 10 e 11 de março de 2020 pela Microsoft com foco no WSL (Windows Subsystem for Linux), recurso que permite executar várias distribuições Linux no Windows 10.

Em setembro, a Microsoft revelou que estava trabalhando em uma versão para Linux do seu software Microsoft Teams, a plataforma de comunicação unificada da empresa em que as equipes podem colaborar mais facilmente em um espaço de trabalho onde é possível conversar, compartilhar arquivos e trabalhar com ferramentas de negócios.

O compilador de shaders da Valve criado especialmente para aprimorar a execução de jogos no Linux, chamado de ACO (abreviação para AMD COmpiler), recebeu recentemente o suporte para GPUs AMD GCN 1.1 "Sea Islands", ou seja, placas de vídeo da série R7 260/260X/290/295, bem como a série HD 7790, Radeon HD 8770, Radeon R7 360 e Radeon R9 390/390X.


O próximo ano certamente será bem interessante para aqueles rodando suas distribuições Linux favoritas com placa de vídeo GeForce. Acontece que a NVIDIA parece estar trabalhando em algum tipo de iniciativa envolvendo driver open source, algo que será anunciado durante a GPU Technology Conference (GTC) 2020, evento realizado pela própria empresa para promover algumas das suas tecnologias.

No mês passado, a Disney lançou seu novo serviço de streaming de conteúdo online nos EUA e Canadá, registrando cerca de 10 milhões de assinantes apenas no primeiro dia. Contudo, muitos usuários Linux ficaram desapontados por saber que o Disney+ simplesmente não funcionava, embora serviços rivais, como Netflix e o Amazon Prime, funcionassem sem problemas no Linux.

Lançado recentemente, o elementary OS 5.1 "Hera" é uma grande atualização que adiciona muitas melhorias e novos recursos, além de aprimoramentos no design. Trata-se do resultado de um ano de trabalho árduo, durante o qual a equipe de desenvolvimento implementou o suporte para Flatpak pronto para uso para tornar mais fácil e seguro para os usuários instalar aplicativos de terceiros que não estão disponíveis na loja AppCenter, mas que são essenciais para as tarefas diárias.

A Canonical anunciou recentemente o Ubuntu Pro, um conjunto de imagens premium para o Amazon Web Services (AWS), que já estão disponíveis no AWS Marketplace para clientes corporativos, que podem escolher entre as edições Ubuntu 14.04 LTS, Ubuntu 16.04 LTS e Ubuntu 18.04 LTS, além de poder adquirir atualizações de segurança mais longas, para recursos críticos de conformidade e uma ampla cobertura sem a necessidade de contrato.

A Purism anunciou recentemente a fabricação de uma nova versão do smartphone Librem 5 nos EUA, que conta com as mesma especificação e sistema operacional de antes, mas que deve custar cerca de US$ 1999, mais do que o dobro do preço da versão regular. De acordo com a empresa, o valor vem da "cadeia de suprimentos segura baseada nos EUA" usada na fabricação.

O KDE Plasma recebeu aprimoramentos importantes com foco em aplicativos GTK modernos, novidade que deverá estar disponível no próximo KDE Plasma 5.18 LTS, que possui lançamento previsto para fevereiro. Acontece que o ambiente gráfico agora pode lidar melhor com a barra de cabeçalho de decoração do lado do cliente (CSD) de aplicações GTK.

Inicialmente revelado em meados de setembro, o sistema operacional Linux Mint 19.3, codinome "Tricia", será o terceiro lançamento da série 19.x, baseada no Ubuntu 18.04 LTS que, como seu próprio nome sugere, possui suporte de longo prazo. Aboa notícia agora é que a versão beta do Linux Mint 19.3 já está disponível para download.

A Canonical, em cooperação com membros da comunidade, revelou mais detalhes sobre seu plano de suportar softwares e dependências de 32-bits no Ubuntu 20.04 LTS. Os pacotes de 32-bits atualmente disponíveis no Ubuntu 19.10 foram baseados na popularidade entre os usuários. Para o próximo grande lançamento do sistema operacional, ainda estão sendo feitos alguns ajustes.

Foi lançado recentemente o Wine 4.21 como o mais novo lançamento de desenvolvimento, que deixa o software mais próximo da fase "feature freeze", onde novos recursos não serão mais implementados, mas apenas correções, para que tudo fique estável o suficiente para a chegada do Wine 5.0 no início de 2020.

Embora o desempenho das placas de vídeo AMD com o ACO (abreviação para AMD COmpiler) já ofereça ótimos resultados quando comparado com o back-end "AMDGPU", do LLVM, durante a execução de jogos no Linux com o driver Vulkan "RADV", o compilador de shaders da Valve está ficando ainda melhor.

Foi lançado no último domingo (24) o Linux Kernel 5.4, que esteve em desenvolvimento desde o início de outubro e que recebeu um total de oito lançamentos RC (Release Candidate), que implementaram vários novos recursos, começando com o suporte inicial ao sistema de arquivos exFAT da Microsoft, que agora está finalmente incorporado no kernel para oferecer aos usuários uma melhor experiência ao conectar unidades formatadas com exFAT.