Como já relatamos anteriormente, o Ubuntu deve abandonar o ambiente gráfico Unity em seus lançamentos futuros em favor do GNOME      sem plugins e gambiarras, do jeito que o projeto GNOME quer. Contudo, alguns fãs do KDE afirmam que o Plasma dará aos desenvolvedores do Ubuntu um controle mais refinado sobre a experiência global do desktop do que o GNOME e cita o esforço anterior da Canonical de trabalhar com o Qt no Unity 8 e no Ubuntu Touch como uma razão positiva para abraçar o KDE Plasma.

Foi finalmente lançado na última quarta-feira (19) o Deepin 15.4, que passou os últimos dois meses em desenvolvimento, período este em que o sistema operacional recebeu várias versões Beta e RC onde foram implementados muitos dos recursos que os usuários agora podem desfrutar em seus PCs, isto é, se atualizarem a versão anterior ou reinstalarem o SO usando o nova imagem Live ISO.

Famoso por ser o primeiro jogo lançado com suporte ao DirectX 12, Ashes of the Singularity foi anunciado em novembro do ano passado pelas desenvolvedoras Oxide Games e Stardock para Windows como um jogo de estratégia em tempo real. Agora, os desenvolvedores revelaram que o título está ganhando um port para a aclamada API gráfica Vulkan, o que deve torná-lo multiplataforma.

Foi lançado na última quarta-feira (19) o Wine Staging 2.6 trazendo mais correções e melhorias, especialmente para o CSMT (command stream multithreading), que promete melhorar o desempenho de jogos, e o suporte para as versões mais recentes do OSMesa, a biblioteca de renderização off-screen da biblioteca de gráficos 3D Mesa.

RPCS3 é um emulador para PlayStation 3 de código aberto que, embora não consiga executar grandes jogos AAA, embora na maioria das vezes é capaz de chegar até a tela de abertura de alguns desses jogos, já pode executar alguns games com qualidade satisfatória, como Metal Slug 3, Retro City Rampage e Sonic CD, Ice Age 3, entre outros. Contudo, a grande novidade agora é que o software tem recebido um pouco mais de atenção no suporte para a plataforma Linux.

Se você é daqueles que possuem processador Ivy Bridge, que correspondem à terceira geração dos chips iX (i3, i5 e i7) da Intel e, claro, faz uso dos gráficos integrados, temos uma boa notícia para você: com a chegada da próxima versão da biblioteca de gráficos 3D Mesa, a 17.1, será possível rodar jogos e aplicações que exigem no mínimo o suporte ao OpenGL 4.2.

Com a chegada do Ubuntu 17.04 nesta quinta-feira (13) veio também os sabores oficiais que oferecem diferentes ambientes gráficos e softwares, como uma alternativa para a versão tradicional do Ubuntu com o Unity 7. Neste artigo, você vai conferir o que há de novo nos sabores Ubuntu GNOME, Ubuntu Budgie e Ubuntu MATE. Claro, ainda há outros sabores, como o Kubuntu, Lubuntu e Xubuntu.

Foi lançado hoje, 13 de abril, o Ubuntu 17.04 (Zesty Zapus) trazendo mais melhorias e softwares atualizados. Se você possui instalado o Ubuntu 16.10 no seu computador, chegou a hora de atualizar para o Ubuntu 17.04, caso não queira fazer uma instalação limpa, é claro. A nova versão do sistema operacional também conta com a última série estável do Linux Kernel 4.10 e vem com uma pilha de gráficos atualizada baseada no X.Org Server 1.19.3 e Mesa 17.0.3, o que é ótimo para os usuários AMD e Intel.

Uma versão beta para Linux do Nylas Mail já está disponível para testes. O cliente de email é de código aberto e chega como um sucessor do antigo Nylas N1, que foi descontinuado no ano passado. Nele, você encontra um número de diferentes níveis de contas (desenvolvedor, iniciante, negócios e etc), além de, é claro, uma conta básica para usuários do Gmail e IMAP.

Foi lançado recentemente o terceiro Release Candidate do Debian 9 "Stretch" Installer para download e teste. Já faz um pouco mais de dois meses desde o lançamento do RC2, que aconteceu nos primeiros dias do mês de fevereiro, o que significa que a equipe de desenvolvimento do Debian Installer teve muito tempo em suas mãos para implementar o máximo de melhorias possível, bem como para corrigir a maioria dos bugs restantes.

Anbox é uma ferramenta que promete executar aplicações do Android em qualquer uma distribuição Linux, embora ele esteja oficialmente disponível apenas para os usuários do Ubuntu. O programa é descrito como uma solução baseada em contêiner para iniciar um sistema operacional Android completo e totalmente funcional. Segundo os desenvolvedores, o projeto faz uso da tecnologia LXC (Linux Containers) para permitir que os usuários executem qualquer aplicativo Android.

A partir da sua versão 24, o Fedora agora suporta oficialmente a instalação de pacotes no formato Snap (Snappy). Assim como os formatos Flatpak e AppImage, Snappy são pacotes que permitem que usuários de qualquer sistema operacional baseado no kernel Linux possam instalar qualquer aplicativo que está empacotado como um snap, graças a ferramenta Snapcraft. Essas tecnologias de sandboxing tornam a distribuição de aplicativos Linux mais fácil e agradável.

O ambiente gráfico Unity 8 e a convergência mobile-desktop faziam parte da última visão da Canonical para o futuro do Ubuntu, que se tornaria um sistema operacional tanto para dispositivos móveis quanto para o PC, algo que nenhuma outra distribuição Linux tentou fazer, pelo menos não até agora. Contudo, segundo o próprio Mark Shuttleworth, fundador da Canonical, a comunidade Ubuntu não estava muito interessada nas inovações apresentadas pela sua empresa.

Sem fazer alarde, a AMD lançou recentemente mais uma nova versão do seu driver de vídeo para a plataforma Linux. Trata-se do AMDGPU-PRO 17.10, que chega um pouco mais de dois meses após a versão 16.60, que por sua vez adicionou suporte para placas gráficas AMD Radeon HD 7xxx/8xxx. Este novo lançamento, no entanto, traz suporte para o Ubuntu 16.04.2 LTS (Xenial Xerus) de 64 bits.

Após anunciar recentemente o fim do Unity 8 e Ubuntu Touch, pelo menos por parte da Canonical, já que alguns da comunidade Ubuntu querem seguir com ambos os projetos, e de afirmar que este está sendo um excelente ano para a sua empresa, Mark Shuttleworth revelou para o The Register que está demitindo cerca da metade da equipe envolvida no ambiente gráfico Unity 8.

A NVIDIA anunciou nesta quinta-feira (06) uma nova versão beta do seu driver de vídeo para a plataforma Linux que traz suporte para GPUs recentemente lançadas pela empresa, além de melhorar a compatibilidade com novas versões do kernel Linux e corrigir diversos problemas encontrados nas versões anteriores do driver. Entre as novas placas suportadas, está a GeForce GTX 1080 Ti e a recém-lançada TITAN Xp.