O desenvolvedor GNOME, Bastien Nocera, revelou recentemente que conseguiu implementar nas últimas semanas várias correções importantes para a pilha de Bluetooth do sistema operacional Fedora, que prometem trazer melhorias para a forma na qual controle DualShock 3 e 4 são configurados no ambiente gráfico GNOME, algo que deve facilitar e muito a vida dos jogadores.

A GNOME Foundation, organização sem fins lucrativos por trás do popular ambiente gráfico GNOME, anunciou na última quarta-feira (20) que deseja apoiar o smartphone Librem 5, da Purism. O anúncio vem apenas uma semana após o KDE revelar seus planos de trabalhar com a Purism para implementar a sua interface Plasma Mobile no dispositivo baseado em Linux, focado em segurança e privacidade.

“Ter uma pilha de software gratuito/livre e de código aberto em um dispositivo móvel é um sonho que se torna realidade para tantas pessoas, e a Purism tem a equipe comprovada para fazer isso acontecer. Estamos muito satisfeitos em ver a Purism e o hardware do Librem 5 ser construídos para suportar o GNOME”, diz Neil McGovern, diretor executivo da GNOME Foundation.

Atualmente, sob uma campanha de financiamento, o Librem 5 precisa arrecadar cerca de um milhão de dólares em um mês (32 dias no momento da escrita deste artigo) para se tornar uma realidade, tornar-se o primeiro smartphone baseado em Linux, livre e aberto do mundo que conta com as aprimoradas proteções para usuários e criptografia de ponta a ponta.

Se a campanha se revelar bem sucedida, a GNOME Foundation promete adicionar vários aprimoramentos e melhorias de desempenho geral à interface do usuário GNOME Shell do ambiente gráfico GNOME para torná-lo compatível com o dispositivo, que também usará a interface de usuário Plasma Mobile.

Você pode obter mais informações sobre o Librem 5 através do site oficial da Purism, clicando aqui.


FONTE: GNOME

O Linux Mint 18.3 “Sylvia” deve ser lançado com várias correções e melhorias, o que inclui também aprimoramentos para HiDPI, que estará ativado por padrão no ambiente gráfico Cinnamon 3.6. Com isso, aqueles que utilizam a edição Cinnamon do Linux Mint em um dispositivo com uma tela HiDPI atualmente, não precisam mais mergulhar nas configurações de exibição para duplicar a escala de UI (200%), já que o sistema detectará automaticamente quando a escala deve ser ativada e aplicada.

Com a chegada do GNOME 3.26, ambiente gráfico padrão do próximo Ubuntu 17.10, veio também vários novos recursos, como é o caso do suporte para transparência dinâmica na barra do sistema. Agora, como você pode ver na imagem que abre o artigo, a novidade foi implementada também na Ubuntu Dock, permitindo que a extensão combine com a opacidade do painel da barra superior quando nenhuma janela é colocada perto ou maximizada.

A Canonical anunciou recentemente que fez uma nova parceria com a Microsoft para permitir que os containers Docker do Ubuntu sejam executados em sistemas Windows com Hyper-V Isolation. Para experimentar a novidade, tudo o que você precisará é de um PC com, no mínimo, 8 GB de RAM, juntamente com o Windows 10 ou Windows Server de 64 bits instalado, além de, claro, fazer parte do Windows Insider.

A Canonical revelou nesta sexta-feira (15) o wallpaper padrão do próximo Ubuntu 17.10 "Artful Aardvark", que deve ser lançado oficialmente no próximo mês, mais precisamente no dia 19 de outubro. Como você pode ver na imagem que abre o artigo, diferente do que já vinha acontecendo com os últimos lançamentos, desta vez, o papel de parede apresenta o novo mascote no centro da tela de fundo da área de trabalho.

Foi lançada na última quinta-feira (14) a versão beta do KDE Plasma 5.11, dando aos usuários o primeiro vislumbre do que esperar do lançamento final. A nova versão do ambiente gráfico conta com várias melhorias, correções e novos recursos, principalmente para o painel de configurações do sistema (System Settings), histórico de notificações, Wayland, bem como para o menu de aplicativos e para o gerenciador de tarefas.

Além do GNOME, o smartphone Librem 5, da fabricante adepta do software livre Purism, também terá um modelo com o KDE Plasma Mobile. A parceria entre o KDE e a empresa foi anunciada hoje, 14 de setembro, onde ambos os projetos trabalharão juntos para levar a versão do ambiente gráfico focada em dispositivos móveis ao aparelho da Purism, o que deve envolver também compartilhamento de recursos, desenvolvedores e conhecimentos especializados.

Foi lançado na última quarta-feira (13) mais uma nova versão do ambiente gráfico GNOME, a 3.26, que embora pareça modesta quando comparada com lançamentos anteriores, chega trazendo várias melhorias e novos recursos importantes em suas principais partes, o que inclui a interface principal do usuário (chamada 'GNOME Shell'), bem como os aplicativos (como o gerenciador de arquivos Nautilus), bibliotecas e serviços de background.

GNOME Shell 3.26

O GNOME Shell é o que a maioria de nós pensamos quando falamos no ambiente gráfico GNOME. Como a interface de usuário padrão (UI), o GNOME Shell 3.26 possui uma série de melhorias. Embora estes sejam principalmente pequenos ajustes, eles somam um todo mais fácil, mais rápido e responsivo.



Um bom exemplo disso é a pequisa melhorada, que recebeu ajustes no layout para que você possa ver mais resultados de aplicativos correspondentes, mais configurações e ações relacionadas e mais de seus próprios arquivos. Além disso, você também pode procurar ações do sistema para desligar, suspender, sair, alternar usuário ou ativar a tela de bloqueio, sem precisar tirar suas mãos do teclado.


Com a nova versão do ambiente gráfico, agora ficou mais fácil encontrar a janela na qual você deseja alternar na Activities Overview do GNOME 3.26, como mostra a imagem abaixo. Isso ocorre porque as miniaturas das janelas estão muito maiores, fazendo um melhor uso do espaço. Quanto menos janelas forem abertas, maiores serão as pré-visualizações que você vê.


Se você olhar de perto para a imagem acima, você também notará um novo destaque e etiqueta do aplicativo, bem como um botão de fechamento mais destacado.

Remoção da bandeja Legacy

Como já relatamos anteriormente, o GNOME 3.26 remove a bandeja Legacy do sistema usada para exibir ícones de aplicativos populares, incluindo Skype, Dropbox e Discord. Embora a maioria desses (e outros) aplicativos sejam executados corretamente sem um ícone de bandeja do sistema, você pode sentir a falta desses ícones, já que podem oferecer, por exemplo, status online, notificações de novas mensagens e/ou um conjunto de ações rápidas ao clicar com o botão direito do mouse.


Sendo assim, para que você possa ter acesso novamente aos ícones de bandeja do sistema, será necessário ter que recorrer a uma extensão, que pode ser obtida facilmente através do site GNOME Extensions, como é o caso da TopIcons Plus.

O novo painel de configurações

O GNOME Control Center agora é chamado "Settings" — e com um novo nome vem também um novo visual marcante. O novo painel de configurações agora conta com uma barra lateral para navegação simplificada entre as várias seções, abandonando a abordagem antiga de grade de ícones.

Muitas das diferentes seções de configurações, que os designers do GNOME se referem como "painéis", também estão melhoradas, como é o caso da nova tela de configuração Wi-Fi dedicada que torna mais fácil gerenciar suas conexões sem fio, uma VPN ou um proxy.


O novo painel de configurações também deve agradar e muito aqueles usuários que possuem vários monitores, já que agora está mais fácil a configuração de tela múltipla.

Animações de janela

O novo GNOME 3.26 também conta com novas animações de janela, bem como transparência dinâmica da barra superior, como é possível ver no vídeo abaixo. Esta configuração está ativada por padrão no GNOME 3.26. Quando nenhuma janela está tocando na barra superior, ela é semi-transparente. Quando uma janela é maximizada ou colocada perto dela, a barra superior fica scura.


Nautilus 3.26

Nautilus, o gerenciador de arquivos do GNOME, chega a sua versão 3.26 com muitas correções e melhorias de estabilidade, incluindo também o Full Text Search, recurso que é opcional e que pode ser ativado no pop-over da pequisa. A novidade busca palavras correspondentes dentro de documentos (suportados), bem como usando o nome do arquivo.


Além disso, agora você pode abrir uma aba fechada no Nautilus com o atalho de teclado Ctrl+Shift+T. Você também pode usar Ctrl+Tab para pular rapidamente entre abas abertas. Entre outras novidades, está o suporte para descompactar arquivos em locais remotos e melhorias na montagem do Google Drive.

GNOME Web 3.26 agora conta com o Firefox Sync

Web, o navegador padrão do ambiente gráfico GNOME, agora possui um novo recurso nesta versão. Trata-se do suporte para o Firefox Sync, o que permite compartilhar marcadores, histórico do navegador, senhas e, até mesmo, abas abertas, entre o Firefox e o GNOME Web 3.26 em todos os dispositivos usando o serviço do browser da Mozilla.


Para começar a usar o recurso, basta ir até o novo menu 'Sincronizar' (Sync) nas configurações do navegador.

Outros aplicativos atualizados

O Nautilus e Web não são os únicos aplicativos oferecidos pelo GNOME que chamam a atenção neste novo lançamento do ambiente gráfico. Uma variedade de outros softwares úteis também se beneficiam de melhorias e correções, como é o caso do Photos, que agora conta com os botões de zoom sempre visíveis e do Maps traz novos atalhos de teclado.

Além disso, o aplicativo Boxes agora permite o compartilhamento de pastas entre máquinas virtuais e o seu computado e Software (loja de apps) melhora o suporte para o aplicativo Flatpak, agrupa as atualizações de software pendentes com base em seu tipo e fornece mais informações úteis durante o processo de instalação de novas aplicações.

Obtendo o GNOME 3.26

Embora o GNOME 3.26 já esteja oficialmente lançado, não será muito fácil, ao menos por enquanto, obter a nova versão do ambiente gráfico, especialmente se você é um usuário do Ubuntu, onde você só poderá atualizar usando alguns PPAs (não suportados oficialmente pela Canonical) nas próximas semanas. Ou seja, você não poderá atualizar com segurança para o GNOME 3.26 no Ubuntu 16.04 LTS ou anterior.

Mas não fique triste! A "boa" notícia é que no próximo mês o Ubuntu 17.10 será lançado trazendo o GNOME 3.26 por padrão, mas com alguns ajustes, como é o cado da adição de uma dock, suporte para ícones na bandeja do sistema, usando um terrível diferente tema GTK, os ícones que já conhecemos do Unity 7, e assim por diante.

Se você estiver usando uma distribuição Linux rolling release, como o openSUSE Tumbleweed ou Arch Linux, você certamente estará entre os primeiros a obter o GNOME 3.26.


FONTE: OMG! Ubuntu!

Se você é daqueles que já sonhou em comprar um notebook que oferecesse o Manjaro Linux já pré-instalado, temos uma boa notícia para você: acabou de ser anunciado o "Station X Spitfire Manjaro Special Edition", fruto de uma parceria com a equipe responsável pela distribuição Linux e a fabricante de hardware Station X, com sede no Reino Unido.

Os desenvolvedores da System76 continuam trabalhando para aperfeiçoar ainda mais a experiência de usuário do seu recém-anunciado sistema operacional, que deve estar disponível nos próximos PCs e notebooks lançados pela empresa. Contudo, a boa notícia agora é que o novo instalador do Pop!_OS, criado em parceria com o pessoal por traz do elementary OS, deve estrear oficialmente com a chegada do Ubuntu 18.04 LTS, no qual o Pop!_OS será baseado.

A Canonical anunciou recentemente mais uma nova atualização para o daemon do Snappy, o Snapd 2.27, que chega para trazer várias melhorias e novos recursos para todas as distribuições Linux suportadas. Contudo, o recurso que mais chamou a atenção nesta nova versão do software é o suporte ao boot do Android, novidade que deve ajudar a implementar a tecnologia para uma ampla gama de dispositivos que rodam o sistema operacional móvel da Google.

O Chromium, navegador web de código aberto no qual o Google Chrome é baseado, finalmente ganhou suporte para 'GPU sandboxing'      recurso usado para fins de segurança      com placas de vídeo AMD no Linux (e Chrome OS). Outra boa notícia é que a novidade deve funcionar perfeitamente com o RadeonSI, drive de vídeo open source Gallium3D que lida com placas do lado "vermelho da força".

Foi lançado na última quinta-feira (07) mais uma nova versão do Wine Staging, a 2.16, que chega trazendo mais melhorias e correções. Entre os destaques, podemos citar o suporte de contexto de renderização diferido prolongado no Direct3D 11, bem como suporte para mistura de vértices indexados para Direct3D 8 e 9. Além disso, também há um melhor suporte para World of Warcraft de 64 bits.

Embora não seja para consumo público, pelo menos por enquanto, a engine de jogos Frostbite, da EA (Electronic Arts), recebeu desenvolvimento e testes internos para a plataforma Linux. A informação vem de um tweet publicado por Johan Andersson, diretor técnico da divisão SEED da companhia, que revelou que o software é capaz de rodar no Linux. Contudo, é importante ressaltar desde o início que isso ainda não significa que jogos AAA desenvolvidos com o motor gráfico estão a caminho para o sistema do pinguim.

Foi lançada hoje, 7 de setembro, uma nova versão do editor de vídeo não-linear e de código aberto OpenShot, a 2.4, que diferente dos dois últimos lançamentos anteriores, que estrearam grandes recursos, a versão mais recente chega com foco na estabilidade. No entanto, algumas pequenas correções em outros lugares também merecem destaque, incluindo melhorias no histórico de desfazer/refazer e um novo menu de freeze e zoom.