Foi lançada na última quinta-feira (19) a primeira versão RC (Release Candidate) da biblioteca de gráficos 3D Mesa 17, considerada a "grande atualização para os gráficos open source". Mas o título não é à toa, já que esta implementação open source do OpenGL e Vulkan para Linux traz diversas mudanças emocionantes para o usuário final, proporcionando um melhor desempenho e suporte para hardwares.

O sistema operacional das Steam Machines acaba de ganhar mais uma nova atualização importante tanto para os usuários NVIDIA, quanto para os adeptos da AMD ou Intel. Entre os principais destaques do update, está a biblioteca de gráficos 3D Mesa 13.0.3, garantindo suporte para as APIs Vulkan e OpenGL 4.5, bem como um melhor desempenho.

Contudo, é importante ressaltar desde o início que Mesa 13 só oferece suporte para as últimas versões do OpenGL, bem como a Vulkan, em hardwares mais novos. Ou seja, se você possui um processador Intel com a microarquitetura Broadwell (quinta geração) ou mais recentes e, claro, faz uso dos gráficos integrados, o suporte oficial ao OpenGL 4.4 e 4.5 estará garantido. O mesmo acontece com os produtos da AMD.

Para os usuários do lado verde da força, está presente o driver de vídeo NVIDIA 375.26, que traz suporte inicial para GPUs Quadro M3000 SE, melhorias para SLI e para Quadro Sync, correções de bugs com o painel de configurações nvidia-settings, a capacidade de lidar com a função screen_info.ext_lfb_base em kernels suportados, o que promete tratar adequadamente consoles framebuffer UEFI com endereços físicos acima de 4GB e muito mais.

Por ser baseado no Debian 8.7, com o novo update 2.110 , o SteamOS também recebeu as correções de segurança disponíveis nos repositórios do Debian. Mais detalhes técnicos você confere no anúncio oficial, clicando aqui.

Se você está curioso e quer testar o sistema operacional da Valve, o download pode ser feito através deste link. Contudo, lembre-se que o foco do SteamOS não é o desktop, a menos que ele esteja na sua sala de estar.


FONTE: GamingOnLinux | Steam Community

A próxima versão do Mesa realmente promete grandes novidades. Além de diversas melhorias para os drivers Intel e NVIDIA (Nouveau), o que deve garantir suporte ao OpenGL 4.0 e superior, além de melhorias no desempenho, o driver open source RADV, criado em resposta ao proprietário AMDGPU-PRO e responsável pelo suporte à API Vulkan em GPUs AMD, terá suporte para múltiplas placas.

Foi lançada na última segunda-feira (16) a versão beta do Linux Mint 18.1 "Serena" KDE Edition, que chega com o ambiente gráfico KDE Plasma 5.8 LTS, disponível no PPA Backports do Kubuntu. Assim como todas as outras edições, o "KDE Edition" do Linux Mint é baseado no Ubuntu 16.04 LTS (Xenial Xerus), da Canonical, e conta com o Linux Kernel 4.4 LTS e o pacote linux-firmware 1.157.5, entre outros softwares atualizados.

O Mesa 17.0, anteriormente conhecido como Mesa 13.1, deveria ter ganhado sua primeira versão RC (Release Candidate) no finalzinho da última semana, mais precisamente no dia 13 de janeiro, mas o lançamento teve que ser adiado, porém, felizmente, por uma boa causa. É que os desenvolvedores da Intel, juntamente com a Igalia, estão trabalhando duro para implementar o suporte ao OpenGL 4.0 em processadores baseados na microarquitetura Ivy Bridge, a terceira geração dos chips iX (i3, i5 e i7).

Foi lançada recentemente a quinta versão RC (Release Candidate) do Wine Staging 2.0 trazendo mais patches experimentais que ainda não chegaram na série principal do Wine, que atualmente se encontra na versão 2.0-rc5. Com isso, há novos recursos e funcionalidades interessantes, como é o caso do suporte para 'Mandatory Integrity Control', melhorias no carregamento do formato PE e 'Trust Info' em arquivos manifest.

Recentemente, os desenvolvedores do Mesa conquistaram duas grandes metas importantes no desenvolvimento do projeto. Além de conseguir implementar o suporte ao OpenGL 4.2 para processadores Intel de microarquitetura Maxwell, o que pode garantir uma melhor experiência para os usuários dos gráficos integrados da empresa, também está presente o suporte ao OpenGL 4.3 em GPUs Maxwell, da NVIDIA, através do driver open source Nouveau.

Desde o ano passado que a Canonical vem trabalhando para aperfeiçoar ainda mais o Unity 7 para que o ambiente gráfico funcione melhor em dispositivos que não apresentam uma placa de vídeo de alto desempenho ou, até mesmo, com o Ubuntu rodando em uma máquina virtual. Para tornar tudo ainda mais fácil para os usuários, a empresa pretende adicionar uma opção para ativar ou desativar o recurso por meio do painel de configurações.

Se você está à procura de uma alternativa ao TeamSpeak, por exemplo, para reunir os seus amigos e conversar durante as suas jogatinas, temos uma boa notícia para você. Um dos aplicativos para chat por voz e texto mais utilizados durante partidas de jogos já está oficialmente disponível para Linux. Estamos falando do Discord, que recentemente ganhou sua primeira versão estável para o sistema do pinguim.

Já está disponível para download a quarta versão RC (Release Candidate) do Wine 2.0 e, como era de se esperar, não há a adição de novos recursos, já que o software está na sua reta final de desenvolvimento para o lançamento da versão estável, que provavelmente deve chegar no final do mês. Sendo assim, estão presentes 28 correções e melhorias envolvendo diversas aplicações e jogos.

Ainda no início do ano passado, publicamos um artigo de que o grupo hacker Fail0verflow tinha conseguido rodar o Linux no PlayStation 4, além de obter o suporte a aceleração 3D. Agora, Hector Martin, um membro do Fail0verflow, publicou em seu perfil oficial no Twitter que o grupo conseguiu rodar a API Vulkan no console da Sony, graças ao Linux Kernel 4.10 RC2, juntamente com o driver proprietário da AMD para Linux, o AMDGPU-PRO 16.50.

Como você já deve saber, o Ubuntu Budgie agora é um sabor oficial do Ubuntu, o que dá aos desenvolvedores do sistema operacional alguns privilégios, como é o caso de poder oferecer builds diárias de desenvolvimento, também chamadas de "Daily Build". Isso basicamente significa que já estão disponíveis para download imagens ISO de 32 e 64 bits do próximo Ubuntu Budgie 17.04 para quem quiser testar.

Foi lançado na última quinta-feira (05) mais uma nova versão beta do cliente Steam que chega para trazer mais novidades e melhorias para todas as plataformas suportadas, incluindo o Linux. Um bom exemplo disso é que o software agora possui um melhor suporte para os drivers open source em distribuições Linux modernas, enquanto que implementa uma nova configuração para distros mais antigas para melhorar a interação do Steam Runtime e as bibliotecas de host do sistema.

A equipe por traz do Kubuntu, um dos sabores oficiais do Ubuntu, anunciou hoje, 05 de janeiro, que os usuários do sistema operacional, mas precisamente das versões 16.04 LTS (Xenial Xerus) e 16.10 (Yakkety Yak), finalmente já podem atualizar o ambiente gráfico KDE Plasma para a versão 5.8.5 LTS, nunciada em dezembro de 2016, través do PPA Backports.

Já está disponível a versão beta da edição Xfce do Linux Mint 18.1 "Serena", que é baseado no sistema operacional Ubuntu 16.04 LTS (Xenial Xerus), da Canonical. Seu grande destaque provavelmente é o ambiente gráfico Xfce 4.12 e, sob o capô, traz o Linux Kernel 4.4 LTS. Quem também está presente é o gerenciador de login MDM 2.0, bem como todos os X-Apps, incluindo Xviewer, Xreader, Xplayer e Xed.

Se você é daqueles que estavam esperando muitas novidades para o Ubuntu Touch em 2017, bem como o lançamentos de novos Ubuntu Phones, infelizmente, temos uma má notícia para você. A Canonical não pretende anunciar grandes atualizações OTA e nem novos dispositivos com o sistema operacional móvel, isto é, até que uma versão do SO baseada totalmente no formato Snap (Snappy) esteja disponível.