A Valve anunciou hoje, 22 de maio, uma nova atualização para a versão beta do SteamOS Brewmaster, o update 2.115, que abandona de vez o driver de vídeo proprietário da AMD para a plataforma Linux, o AMDGPU-PRO, em favor da biblioteca de gráficos 3D Mesa 17.0.4. O motivo que levou a empresa a tomar esta decisão, provavelmente, é o amadurecimento do driver open source que lida com GPUs "vermelhinhas" no sistema do pinguim.

Agora que o Linux Kernel 4.12 está oficialmente disponível em versões RC (Release Candidate) e que o Mesa 17.2, que possui lançamento marcado para o mês de agosto, está recebendo várias melhorias que devem beneficiar também placas de vídeo da AMD, fica a curiosidade em saber como anda o desempenho principalmente de jogos AAA em GPUs "vermelhinhas", como as que possuem a arquitetura Polaris.

Apesar dos grandes avanços obtidos pelo Mesa nos últimos tempos para oferecer um melhor suporte com diversos jogos AAA, atualmente os jogos Dying Light e Dead Island Definitive Edition ainda não possuem um suporte adequado. Contudo, felizmente, isso acaba de mudar graças há um patch que corrige eventuais problemas envolvendo ambos os games.

A Canonical anunciou na última sexta-feira (19) que o IDE da Microsoft Visual Studio Code agora está oficialmente disponível para a instalação via Snap em distribuições Linux suportadas pela tecnologia Snappy. Em seu anúncio, a dona do Ubuntu destaca que o VS Code está entre os editores de código multiplataforma mais preferidos entre os membros da comunidade de desenvolvedores.

Após anunciar Total War: Shogun 2 e Total War: Shogun 2: Fall of the Samurai para Linux e SteamOS, que devem chegar na próxima terça-feira (23), a Feral Interactive revelou que está trabalhando também no port de Warhammer 40.000: Dawn of War III para a plataforma Linux. Desenvolvido pela Relic Entertainment, o jogo de estratégia em tempo real foi originalmente publicado pela Sega para Windows no final do mês passado, em 27 de abril.

A versão mais recente da biblioteca de gráficos 3D Mesa já pode ser instalada no Ubuntu 16.04 LTS e Ubuntu 17.04. Estamos falando do Mesa 17.1 que, entre as novidades, ​​traz o suporte para o OpenGL 4.2 em gráficos integrados de processadores Intel Ivy Bridge, ajustes para shader, melhor suporte para a API Vulkan e várias melhorias de desempenho para os diversos tipos de GPUs.

Enquanto o Linux Kernel 4.12 possui vários novos recursos, que totalizam mais de um milhão de novas linhas, a nova versão do kernel ainda chega sem algumas novidades, que certamente adoraríamos ver sendo apresentadas a tempo para o lançamento. Uma dessas mudanças é o HMM (Heterogeneous Memory Management), que beneficia tecnologias como CUDA e OpenCL, por exemplo, permitindo que a memória do dispositivo seja usada de forma transparente por qualquer processo, bem como para espelhar o espaço de endereço do processo em um dispositivo.

Embora a AMD tenha que manter seu próprio driver Vulkan proprietário, que por sinal é multiplataforma, já que a versão do software da empresa para Linux compartilha códigos com a versão para Windows, os desenvolvedores da companhia, diferente do que muita gente imagina, continuam colaborando com os drivers open source para o sistema do pinguim que lidam com GPUs "vermelhinhas", como é o caso do RADV.

Foi lançado hoje, 17 de maio, o elementary OS 0.4.1 (Loki), com base no Ubuntu 16.04.2 LTS (Xenial Xerus), da Canonical. Com isso, o sistema operacional herda o mesmo HWE (Hardware Enablement Stack) do Ubuntu, passando a oferecer aos usuários o Linux Kernel 4.8, permitindo a instalação em PCs equipados com a 7ª geração de processadores da Intel, mais conhecida como Kaby Lake, bem como um melhor suporte a novos hardwares e periféricos.

Humble Indie Bundle 18 chegou e todos os jogos possuem suporte para a plataforma Linux, além de, claro, estarem disponíveis também sem DRM e podem ser resgatados através do Steam. Logo de início, na opção "Pay what you want!"      algo como pague o quanto quiser     , estão disponíveis os games indie iggurat, Windward e SteamWorld Heist.

Serious Sam Fusion 2017, a nova compilação de games da famosa série da Croteam, ganhou mais uma nova atualização que, entre as novidades, traz algumas opções para quem ama fazer benchmarks, que são bastante extensas, permitindo que você faça vários níveis de testes com cada jogo disponível. Você pode encontrar o modo de benchmark no menu "Extras".

O jogo de tiro em primeira pessoa online Ballistic Overkill deve ganhar uma grande nova atualização que, entre as novidades, deve trazer suporte para a Vulkan. Com isso, você será capaz de definir sobre qual API gráfica o game deverá rodar, utilizando os parâmetro -force-vulkan (Vulkan) ou -force-glcore (OpenGL) nas configurações de inicialização do título no cliente Steam.

O Fedora Workstation provavelmente é a principal edição da distribuição Linux, baseado no moderno e popular ambiente gráfico GNOME, e enquanto os trabalhos da próximo Fedora 26 ainda estão em andamento, parece que a equipe de desenvolvimento já está preparando algumas novidades para o próximo grande lançamento após a versão 26, ou seja, o Fedora 27 Workstation, que promete permitir que os usuários compartilhem facilmente impressoras pela rede.

Foi lançada hoje, 15 de maio, a versão beta do KDE Plasma 5.10 que conta com várias melhorias, como é o caso da "Visualização de Pastas", da área de trabalho, que agora é a opção padrão, e do gerenciador de softwares Plasma Discover, que ganhou uma nova versão e agora possui um suporte experimental para a instalação de pacotes no formatos universais Snap e Flatpak.

Agora que a primeira versão RC (Release Candidate) do Linux Kernel 4.12 já está oficialmente disponível, chegou a hora de conferirmos seus principais destaques. De acordo com Linus Torvalds, este lançamento é bastante grande e contém várias implementações, o que inclui o suporte para a próxima geração de GPUs da AMD, as Radeon RX Vega, juntamente com um novo driver para o Intel Atom IPUs (Image Processing Units) e muito mais.

A integração nativa com o Google Drive finalmente chegou ao ambiente gráfico KDE Plasma 5 graças aos componentes kaccounts-provider 17.04 e kio-gdrive 1.2, que estão presentes na recém-lançada suíte de softwares KDE Applications 17.04. A novidade, que permite que os usuários acessem suas contas do serviço de armazenamento de arquivos da gigante das buscas, foi anunciada recentemente por Elvis Angelaccio, desenvolvedor no projeto KDE.