A adoção do servidor de exibição de próxima geração Wayland está bem lenta, mas seguramente, mudando o mundo Linux para melhor e, embora a maioria das distribuições Linux mais populares ainda não tenham adotado o Wayland por padrão, os principais ambientes gráficos, como o GNOME e KDE, continuam a oferecer suporte aprimorado ao Wayland a cada nova versão principal.

A Purism, fabricante de laptops focados em privacidade, anunciou uma parceria com a UBports Foundation para oferecer o sistema operacional móvel Ubuntu Touch no próximo smartphone Librem 5. Liderada pelo desenvolvedor Marius Gripsgard, a UBports mantém o sistema operacional Ubuntu Touch disponível para vários dispositivos populares, incluindo Fairphone 2, Nexus 5 e OnePlus One, bem como o tablet BQ Aquaris M10.

A próxima versão do Ubuntu, a 18.04 LTS, será lançada com uma nova tela de boas-vindas, pela primeira vez na história do sistema operacional. Telas de boas-vindas foram usadas no mundo antes do Ubuntu, pelos sabores oficiais Ubuntu MATE e Ubuntu Budgie, por exemplo, e também estão sendo usadas por várias outras distribuições Linux para fornecer uma solução única para configurar o sistema recém instalado.

Mais evidências surgiram recentemente de que o Google poderia estar trabalhando na implementação de suporte para aplicativos Linux em seu sistema operacional (baseado em Linux) Chrome OS para os Chromebooks. De acordo com um tópico do Reddit, um usuário do Chromebook localizou recentemente um novo app de terminal adicionado à gaveta de aplicativos ao usar o último canal de desenvolvimento. Clicando no ícone, é solicitado que o usuário instale o aplicativo Terminal, que requer cerca de 200 MB de espaço em disco.

Parece que a Valve está levando a ideia de voltar a fazer jogos muito a sério. Embora ainda espere ver o seu novo game Artifact sendo lançado ainda este ano, a notícia que sai este fim de semana é que a dona do Steam adquiriu o estúdio de games Campo Santo, responsável pelo game Firewatch, e seus desenvolvedores também estarão se juntando à Valve.

O mundo dos robôs está chegando e parece que uma startup britânica chamada BotsAndUs projetou e construiu um robô social com recursos de inteligência artificial que pode ser útil em cenários de hospitalidade e varejo. Trata-se do "Bo", um robozinho com recursos no mínimo, interessantes, além de ser desenvolvido com o sistema operacional Ubuntu, da Canonical, e otimizado para receber clientes, bem como ajudá-los a encontrar produtos e áreas em uma loja.

O framework multimídia FFmpeg acaba de ganhar uma nova versão, a 4.0, que chega com vários novos recursos e melhorias. Chegando seis meses após a série 3.x, o FFMpeg 4.0 introduz filtros bitstream para edição de metadados em streams H.264, MPEG-2 e HEVC, um encoder experimental MagicYUV, H.264 acelerado pelo NVIDIA NVDEC, descodificação HWAccel para MPEG-1/2/4, HEVC, VC1, VP8/9 e MJPE, bem como codificação MJPEG acelerada pelo Intel QSV.

O projeto GNOME iniciou oficialmente o ciclo de desenvolvimento da próxima versão do seu ambiente gráfico, o GNOME 3.30, e lançou o primeiro snapshot para testes públicos. Trata-se do GNOME 3.29.1, que já conta com algumas atualizações nos seus principais componentes e aplicativos, mas ainda sem alterações significativas.

Se você ainda tinha dúvidas de que a Microsoft realmente ama o Linux, é bom repensar o assunto. A empresa de Redmond criou seu próprio kernel Linux customizado para o seu novo sistema operacional, o "Azure Sphere OS", criado especialmente para dispositivos da Internet das Coisas (IoT). A Microsoft está usando o Linux como parte de um novo produto chamado Azure Sphere.

O líder da equipe por traz do Ubuntu para desktop, Will Cooke, pede que a comunidade ajude a testar os patches implementados recentemente no próximo sistema operacional Ubuntu 18.04 LTS (Bionic Beaver) que ajudam a corrigir os vazamento de memória do GNOME Shell, problema que foi descoberto no GNOME 3.28.

Foi no ano passado que os desenvolvedores dos drivers open source RadeonSI (OpenGL) e RADV (Vulkan) estavam tentando fazer com que a Radeon RX 580, GPU com arquitetura Polaris, fosse mais competitiva com a GeForce GTX 1060, pois é o que estava acontecendo no Windows, considerando os recursos de cada GPU.

A Feral Interactive anunciou nesta quinta-feira (19) mais um título de peso para a plataforma Linux. Trata-se de Rise of the Tomb Raider: 20 Year Celebration, o segundo game de uma trilogia que começou em 2013 com Tomb Raider. Além do suporte para a API Vulkan, esta edição especial tem todos os DLCs lançados desde seu lançamento oficial há mais de dois anos, incluindo Baba Yaga: The Temple of the Witch, Blood Ties e Cold Darkness Awakened.

Duas semanas após o lançamento do Linux Kernel 4.16, Linus Torvalds iniciou o ciclo de desenvolvimento da série 4.17 do kernel lançando a primeira versão RC (Release Candidate). Agora os testadores em todo o mundo já podem começar a baixar, compilar e instalar o próximo Linux Kernel 4.17 em suas distribuições Linux favoritas, além de, claro, poder ajudar com feedback.

Se você tem o costume de medir o desempenho de seus jogos, além de monitorar o uso da sua CPU ou GPU, saiba que o Gallium Heads-Up Display (HUD) amadureceu como uma opção bastante útil para os usuários do Mesa neste cenário nos últimos anos. Agora, a ferramenta conta com uma opção mais "simples" para a exibição das informações, destacando apenas o que é realmente importante para o usuário. A novidade é possível graças ao desenvolvedor Marek Olšák, da AMD.

Foi lançada hoje (14) mais uma nova versão do DXVK, o projeto de código aberto que implementa a API Direct3D 11 sobre a Vulkan para oferecer um maior desempenho dos jogos que são executados com o Wine no Linux. Entre as novidades do DXVK 0.42, está o suporte para as funções DXGI Gamma Control, a fim de lidar com todas as configurações de gama em jogos diferentes.

A AMD anunciou na última sexta-feira (13) que a sua nova linha de processadores Ryzen 2000 agora estão prontos para a pré-venda em várias lojas online em todo o mundo antes do lançamento marcado para o dia 19 de abril. Chegando um ano após o lançamento da primeira geração, os processadores AMD Ryzen de segunda geração estão aqui para oferecer desempenho aprimorado e recursos avançados para uma experiência de computação mais rápida e suave.