Inicialmente, o Mir 1.0 estava programado para lançamento no ano passado, mas, no último minuto, foi revertido para Mir 0.28. Mas agora existe um patch pendente, criado pelo desenvolvedor Alan Griffiths, da Canonical, que está mais uma vez tentando lançar a versão 1.0, que deve trazer como um dos seus principais recursos o suporte para o Wayland dentro do próprio Mir.

A versão mais recente do reprodutor multimídia SMPlayer permite transmitir vídeos do PC para o seu dispositivo Android - tudo com um único clique! Isso basicamente significa que você pode assistir a vídeos no seu computador a partir da tela do seu smartphone ou tablet com o sistema operacional do simpático robozinho verde com o mínimo de esforço, já que não é necessário fazer o upload, download ou assinaturas.

O criador do Flatpak e líder do desenvolvimento do famoso formato universal, Alexander Larsson, da Red Hat, conseguiu fazer com que aplicativos Flatpak fossem capaz de ser executados no Windows 10. Contudo, antes que você fique muito animado, é importante ressaltar desde o início que o suporte para o formato requer o Windows Subsystem for Linux (instalando o "Ubuntu Bash for Windows", por exemplo), assim como a necessidade de instalar um servidor Win32 X11 Server.

Em junho, a Valve anunciou a "Moondust", sua nova demo técnica de VR para mostrar seus esforços de hardware (principalmente com os controles para a realidade virtual Knuckles EV2) e que consiste também de alguns mini-jogos. Agora, a empresa resolveu criar um repositório do GitHub para a Moondust, onde o código da demo pode estar em breve disponível de forma open source.

A última sexta-feira (14) foi muito movimentada para a equipe de desenvolvedores open source da AMD que, além de lançar novas versões dos drivers xf86-video-amdgpu e xf86-video-ati, que chegaram a versão 18.1, e o ROCm 1.9, seu último conjunto de mudanças de recursos também foi submetido para implementação no Linux Kernel 4.20 (ou 5.0). Esta certamente será outra versão do kernel interessante para os usuários Linux que possuem placas Radeon.

Parece que a NVIDIA tem trabalhado em algumas melhorias no seu driver de vídeo para Linux, já que o driver beta 396.54.05 parece ter melhor desempenho em vários jogos. A boa notícia veio de Pierre-Loup Griffais, desenvolvedor da Valve, que destacou em seu perfil oficial no Twitter que o mais recente beta do driver "contém melhorias significativas de desempenho em cenários ligados à GPU".

Uma nova versão de desenvolvimento do Wine, a 3.16, já está oficialmente disponível. Entre as principais alterações, está uma implementação inicial para suportar serviços OPC, para fornecer o Open Packaging Conventions (OPC) como uma tecnologia de arquivo container da Microsoft usada pelo XML Paper Specification (XPS) e pelo Office Open XML (OOXML).

Foi lançado nesta sexta-feira (14) mais uma nova versão do DXVK, a 0.72, que chega trazendo mais opções extras de configuração e correções específicas para alguns jogos. O DXVK é um projeto que permite que você execute aplicações e jogos D3D11 e D3D10 sobre a Vulkan no Linux usando o Wine. A implementação também faz parte do Steam Play, da Valve.

Para aqueles que estão usando o canal estável do Proton no Steam Play, a Valve lançou hoje, 13 de setembro, todas as recentes alterações presentes até então no canal beta para todos os usuários. Anteriormente, era possível ter acesso ao Proton 3.7-3, que era o que todos usavam por padrão, e também era possível usar a lista suspensa "Compatibility Tool" na seção de opções do Steam Play para alternar para uma versão beta para ter as atualizações mais recentes.

Agora que o KDE Plasma 5.13 chegou ao fim da vida (EOL), o projeto KDE anunciou hoje, 13 de setembro, a versão beta do KDE Plasma 5.14, um importante lançamento que adiciona várias melhorias em diversos componentes principais e que promete uma infinidade de novos recursos, incluindo o suporte para atualização de firmware através do Plasma Discover, suporte para acessar canais de aplicativos Snap e a capacidade de ver as dependências de pacotes de um aplicativo.

Desenvolvido pelo estúdio Deck Nine Games usando a engine Unity e publicado pela Square Enix, Life is Strange: Before the Storm foi lançado inicialmente em 31 de agosto de 2017, como o segundo título da franquia premiada com o BAFTA (The British Academy of Film and Television Arts). Apresentando novos e belos trabalhos de arte, a novíssima história que se passa três anos antes dos eventos do primeiro jogo Life is Strange, chega oficialmente nesta quinta-feira (13) na plataforma Linux.

A Document Foundation (TDF) anunciou nesta quinta-feira (13) a primeira atualização de manutenção para o LibreOffice 6.1, que chega mais de um mês após o lançamento da série que introduziu um recurso de manipulação de imagem muito mais rápido e renovado, um novo menu Page e menus reorganizados no Draw, um novo tema de ícones chamado Colibre, novas páginas de ajuda online e várias melhorias para o LibreOffice Online. Agora, o LibreOffice 6.1.1 adiciona mais de 120 correções para diversos problemas.

Para aqueles que não estão muito ligados no assunto, o DXVK é um projeto que fornece uma implementação que permite rodar o D3D11 e D3D10 sobre a Vulkan no Wine. Também é parte do que faz com que o Steam Play (Proton), da Valve, funcione. Em termos simples, os jogos criados para rodar no Windows via DirectX podem ser executados com o DXVK/Proton, para que possam funcionar no Linux.

Uma nova atualização para a versão do WPS Office para Linux já está disponível para download. Embora a popular suíte de escritório (anteriormente conhecida como Kingsoft Office) desenvolvida na China não seja open source, é gratuita para baixar e usar. Contudo, alguns recursos, como o backup na nuvem, estão disponível apenas para usuários com premium ou assinatura profissional, enquanto outras funcionalidades, incluindo um leitor de PDF, são exclusivas para o iOS e Android.

Embora a pilha gráfica open source da AMD para a plataforma Linux tenha estado particularmente bem nos últimos dois anos, uma das áreas que deixou os jogadores Linux do lado "vermelho da força" insatisfeitos é a falta de suporte ao FreeSync (ou DisplayPort Adaptive-Sync e HDMI Variable Refresh Rate) ao usar os drivers open source. Felizmente, parece que isso pode estar mudando em breve com o novo conjunto de patches em análise.

Desenvolvedores de diferentes empresas interessadas na Vulkan, incluindo a NVIDIA, estão trabalhando em uma nova extensão para dar suporte para o Transform Feedback, algo que deve ajudar a corrigir problemas de renderização em jogos, como The Witcher 3, sendo executados com, por exemplo, o DXVK e VKD3D, onde ambos fazem o mapeamento do Direct3D para a Vulkan.