Segundo a Fujitsu, sistemas de arquivos Btrfs está pronto para uso

Se você ainda não conhece o Btrfs, saiba que ele é o sistema de arquivos para Linux que irá substituir os padrões atuais ext3 e ext4.

Além da Oracle, Facebook e SUSE, outra grande empresa que vem investindo na próxima geração do sistema de arquivos Btrfs para Linux tem sido a Fujitsu. O Btrfs já oferece alguns recursos interessantes como ZFS, que não é encontrado em outros sistemas de arquivos nativos do Linux , enquanto isso, mais trabalho ainda está sendo feito.

Satoru Takeuchi, da Fujitsu, em uma apresentação sobre o Btrfs na LinuxCon Europe (evento que aconteceu no mês de outubro), falou um pouco sobre o novo sistema de arquivos, como o seu estado atual e as perspectivas futuras. Em termos de participação da Fujitsu no Btrfs, eles vem trabalhado com interesse em sistemas de missão critica desde 2010.

Os requerimentos de um sistema de missão crítica para a Fujitso incluem um elevado nível de robustez em relação a falhas, detecção de erros, reparação, recuperação e alta disponibilidade com tempo de manutenção extremamente limitado. O Btrfs se encaixa nos requisitos, pelo menos na teoria, e a Fujitso vem investindo no sistema.

O Btrfs tem suporte a sub-volumes, snapshots de disco, compressão de dados de forma transparente, check-sums de dados/metadados, atualizações via Copy-on-Write, entre outros. Nas versões recentes do Linux têm sido adiconado melhoria da manipulação de erros, propriedades de inodes, deduplicação offline e a performance foi melhorada no Btrfs. A Fujitso tem contribuído com novas características no Btrfs, tanto no kernel como também nas ferramentas do espaço do usuário.

Takeuchi da Fujitso declarou que o Btrfs está pronto para o uso, desde que você não esteja usando um RAID5 ou RAID 6, pois a performance neste casos ainda precisa ser melhorada. Tirando estes dois casos, a performance e estabilidade são muito boas. Executar o Btrfs em RAID 1 e RAID 10 são consideradas as melhores opções agora.

Futuras alterações no Btrfs incluem scrub/replace de sub-comandos para RAID 5 e RAID 6, melhor robustez e performance, documentação melhorada, entre outros. Para conferir slides desta apresentação da LinuxCon 2014, na Alemanha, clique aqui.

FONTE: SempreUpdate | Phoronix

COMENTÁRIOS