Graças ao Studio Wildcard, ferramenta anti-cheat BattlEye agora possui suporte ao Linux


Graças a desenvolvedora de ARK: Survival Evolved, a Studio Wildcard, a ferramenta anti-cheat BattlEye agora possui suporte para a plataforma Linux, sem falar que o cliente da versão do jogo de sobrevivência do estúdio para o sistema do pinguim já implementa o software em questão. A novidade foi anunciada nesta quinta-feira (11) pelos desenvolvedores do game no Twitter.

Desde que ARK: Survival Evolved passou a utilizar o BattlEye em seus servidores, se passaram apenas dois dias para que a ferramenta passasse também a ter suporte para Linux. Agora, os jogadores que adquiriram o título e se sentiram frustados com a situação, já podem ficar tranquilos e voltar a curtir o game sem restrições.


"Cliente para Mac e Linux já possuem suporte oficial para @TheBattlEye"

Outro título que também deve se beneficiar com o suporte de BattlEye com a plataforma Linux é Arma 3, que utiliza a ferramenta na maioria dos seus servidores para o multiplayer online, algo que limita jogadores que utilizam distribuições Linux durante a jogatina. Os desenvolvedores já tinham prometido a implementação da ferramenta na versão do jogo para Linux, mas desde então nada foi resolvido.

Contudo, espera-se que a próxima atualização do port de Arma 3 para Linux já traga o BattlEye integrado ao cliente do jogo. Fique ligado no LinuxBuzz para mais novidades.


FONTE: GamingOnLinux[1]  [2]

COMENTÁRIOS