Com o Ubuntu 16.04 LTS sem Python 2, usuários podem ter problemas com impressoras


Com previsão para ter sua versão estável sendo lançada há um pouco mais de um mês, os desenvolvedores da Canonical ainda estão planejando algumas mudanças significativas para o Ubuntu 16.04 LTS, como é o caso da remoção do suporte ao Python 2, fazendo com que os usuários possam ter problemas ao tentarem utilizar impressoras do Windows, já que algumas bibliotecas do Ubuntu dependem da tecnologia.

Pensando nisso, Barry Warsaw, membro da equipe de desenvolvedores do Ubuntu, abriu uma discussão em uma das listas de discussões do projeto sobre a remoção da tecnologia por padrão das imagens ISO do próximo Ubuntu 16.04 LTS (Xenial Xerus), isto é, em sua versão para desktop, pois a edição do SO para servidores e dispositivos móveis já não trazem Python 2.

"Temos uma última coisa segurando Python 2 na imagem [ISO] do desktop, e é problemático: system-config-printer. A desvantagem, claro, é que você não será capaz de detectar automaticamente impressoras do Windows após uma instalação padrão. Para os usuários que não possuem impressoras conectados à rede (por exemplo, IPP), isso é problemático", diz Barry Warsaw.

Algumas soluções podem estar disponíveis

Barry Warsaw também oferece duas soluções para o problema do Ubuntu 16.04 LTS não detectar automaticamente as impressoras do Windows, e uma delas é que o usuário instale manualmente os pacotes pendentes do Python 2 que são necessários através de uma cópia de segurança utilizando o software backup Deja Dup, padrão na distribuição, apenas clicando em um botão, mas sendo apenas uma solução temporária.

Da mesma forma, também pode ser possível que os desenvolvedores do Ubuntu implementem uma verificação automática no pacote system-config-printer, para que sejam procuradas e instaladas as dependências necessárias para que ele funcione corretamente e que possa detectar automaticamente as impressoras do Windows.

De qualquer maneira, o futuro do Ubuntu parece ser muito promissor, mesmo sem o Python 2, apesar de uma das principais razões por trás da remoção da antiga tecnologia é fazer com que as imagens ISO fiquem com um tamanho menor. Agora, só resta esperar e torcer para que os usuários não sejam afetados com essa decisão em particular dos desenvolvedores.


FONTE: Softpedia | Ubuntu

COMENTÁRIOS