Snappy agora pode ser executado em praticamente qualquer distro Linux


A Canonical revelou na última terça-feira (14) que está trabalhando com os desenvolvedores das principais distribuições Linux para fazer com que o formato de pacote Snappy, também conhecido como snap, possa se tornar universal, estando disponível para qualquer distro. A novidade estreou no Ubuntu 16.04 LTS e, segundo a empresa, é seguro e fácil de usar.

O snap também faz parte do Snappy Ubuntu Core, uma versão enxuta do Ubuntu projetada desde o início para ser implantada em vários dispositivos embarcados e da Internet das coisas (IoT). No caso do Ubuntu em sua edição para desktop, a novidade está disponível como uma alternativa ao formato de pacote tradicional do Debian (.deb) e permite que os desenvolvedores possam disponibilizar para os usuários sempre as últimas versões dos softwares, assim que forem lançados.


"Os desenvolvedores de várias distribuições Linux e empresas anunciaram hoje que vão colaborar com o formato de pacote universal para Linux "snap", permitindo que um único pacote binário possa ser executado perfeitamente e com segurança em qualquer desktop Linux, servidor, cloud ou dispositivo", diz a Canonical.

"Esta comunidade está trabalhando no snapcraft.io para fornecer um único mecanismo de publicação por qualquer software em qualquer ambiente Linux. Até o momento deste comunicado, estão presente a Dell, Samsung, The Linux Foundation, The Document Foundation, Krita, Mycroft, Horizon Computing, contribuintes para o Arch, Debian, OpenWrt, Ubuntu e várias de suas distribuições relacionadas", concluiu.

Snap já está disponível para Arch Linux, Debian e Fedora

De acordo com a Canonical, o novo formato de pacote já está nativamente disponível no Arch Linux, Fedora, Debian, OpenWrt, bem como no Ubuntu e seus sabores oficiais, incluindo o Kubuntu, Xubuntu, Ubuntu MATE, Ubuntu GNOME, Ubuntu Kylin e Lubuntu.

Contudo, outras distribuições Linux já estão trabalhando para fornecer o formato para seus usuários de forma nativa, com é o caso do openSUSE, Linux Mint, Red Hat Enterprise Linux, CentOS e elementary OS. Claro, todas as outras distros não mencionadas aqui também podem adotar o formato snap facilmente. Além disso, programas populares como o Mozilla Firefox, LibreOffice e Krita já estão em processo de se tornarem pacotes snap.

Se você é um desenvolvedor de aplicativos que quer distribuir o seu projeto como um pacote snap para qualquer sistema operacional baseado no kernel Linux e que, claro, suporta ‘Snaps’, você está convidado a visitar o site snapcraft.io. Além disso, não hesite em dar uma olhada no comunicado de imprensa da Canonical para mais informação sobre o Snap como um formato binário universal.


FONTE: Softpedia | Canonical

COMENTÁRIOS