Confira alguns testes de benchmark envolvendo o Fedora 24 Xfce, Manjaro Xfce e Xubuntu


Com tantas distribuições Linux focadas no baixo consumo de recursos da máquina, onde normalmente são oferecidos ambientes gráficos mais leves, economizando memória RAM e processos da CPU, até mesmo quem é dono de um PC parrudo pode recorrer a esses sistemas operacionais afim de obter um maior desempenho nos jogos.

Um bom exemplo dessas distribuições Linux são o Fedora 24 Xfce, Manjaro Xfce e Xubuntu 16.04 que, como você provavelmente já deve saber, trazem o ambiente gráfico Xfce, que promete ser rápido e leve, além de consumir poucos recursos do computador. No entanto, isso não significa que ele não seja agradável em termos estéticos e, claro, é bem fácil de usar. Logo abaixo, você confere alguns testes de benchmark enviado exclusivamente para nós pelo dono do canal Fast OS envolvendo os três sistemas operacionais com os jogos F1 2015, Grid AutosportMiddle-earth: Shadow of Mordor (clique nas imagens para ampliar):




As configurações da máquina utilizada nos testes foram um processador Intel i7 4790k, placa de vídeo NVIDIA GeForce GTX 780, com o driver 367.44, e 8GB de memória RAM. Como podemos ver nos resultados acima, a diferença de desempenho entregue pelas três distribuições Linux é muito pequena, o que nos leva a crer que houve um empate técnico, sem ganhador.

Esses resultados também deixa claro que, dependendo da configuração do seu PC, distribuições Linux que trazem ambientes gráficos leves como o próprio Xfce, Mate ou Lxde, independentemente da base, ou seja, nesse caso, Red Hat (Fedora), Arch Linux (Manjaro) e Debian (Xubuntu), podem oferecer praticamente o mesmo desempenho, com diferenças de 5 FPS, por exemplo, ou seja, resultando normalmente em um empate técnico.

Contudo, vale ressaltar que essa regra não pode ser aplicada em todas as distribuições Linux que possuem o mesmo ambiente gráfico, mas não parece ser muito arriscado afirmar que as principais distros podem oferecer quase o mesmo desempenho, já que estão em constante evolução, mantendo sempre seus principais componentes atualizados, ficando totalmente a escolha do usuário qual distro ele realmente quer usar.

Não deixe de conferir o canal Fast OS no YouTube, principalmente se você é um habitante de um mundo muito além do Windows, tem sempre coisa nova por lá.


COMENTÁRIOS