Confira benchmarks envolvendo a última versão de desenvolvimento do Mesa e o AMDGPU-PRO


Agora que a AMD parece ter dado um pouco mais de atenção para os usuários Linux com o seu AMDGPU-PRO, que com a chegada da versão 16.50 veio também o suporte ao FreeSync, muitos usuários AMD agora podem estar se perguntando se realmente vale apena sair do driver open source (AMDGPU) para se aventurar com o novo driver proprietário da empresa.

E foi pensando nisso que o pessoal do Phoronix realizou alguns testes de benchmark envolvendo a última versão de desenvolvimento do Mesa com o driver proprietário AMDGPU-PRO 16.50, juntamente com os jogos Tomb Raider, Shadow of Mordor, Total War: WARHAMMER e Deus Ex: Mankind Divided no Ubuntu 16.04 LTS.

Máquina utilizada nos testes:
- Mainboard MSI C236A WORKSTATION
- Processador Intel Xeon E3-1280
- Placas de vídeo AMD Radeon RX 460, RX 480 e R9 Fury
- Memória RAM 16 GB

Drivers:
- AMDGPU (Mesa 13.1-dev via PPA Padoka e Linux Kernel 4.9)
- AMDGPU-PRO 16.50 (Ubuntu 16.04 LTS com o padrão Linux Kernel 4.4)

Tomb Raider

Com Tomb Raider, lançado para Linux em abril, o driver open source AMDGPU (Mesa 13.1-dev) sai na frente, tendo bom desempenho, até mesmo, nas configurações altas do game. Além disso, o jogo mostra-se jogável em 4K com a R9 Fury.











Shadow of Mordor

Desta vez, com Shadow of Mordor, o AMDGPU-PRO 16.50 é quem mostra oferecer um melhor desempenho. Além disso, o open source AMDGPU teve alguns problemas em executar o jogo em 1080p nas qualidades High e Ultra.







Total War: WARHAMMER

Curiosamente, Total War: WARHAMMER, lançado no mês passado, apenas rodou com o AMDGPU, enquanto que com o proprietário AMDGPU-PRO 16.50 ocorreram algumas falhas, impossibilitando a execução.







Deus Ex: Mankind Divided

Por último, está Deus Ex: Mankind Divided, que apresenta sérios problemas de desempenho, seja com o driver open source ou com o AMDGPU-PRO 16.50. Contudo, espera-se que o desempenho com este exigente jogo OpenGL 4 possa melhorar nas próximas semanas ou meses.






Para os interessados no AMDGPU-PRO 16.50, é bom ficar atento nas distribuições Linux suportadas e os modelos de placas de vídeo compatíveis, informações estas que podem ser encontradas clicando aqui.


FONTE: Phoronix

COMENTÁRIOS