Lançado o Linux Kernel 4.10, confira os principais destaques


Foi lançado no último domingo (19) o Linux Kernel 4.10 que, como de costume, chega trazendo diversas novidades e vários novos recursos, tudo para oferecer um melhor suporte para novos hardwares. Entre os principais destaques, está a implementação do suporte para os processadores AMD Ryzen, previstos para serem inicialmente lançados no início do mês de março.

"No geral, 4.10 não acabou tão pequeno quanto inicialmente se esperava. Após o lançamento enorme que foi o 4.9, eu esperava que as coisas ficassem bem calmas, mas acabou por ser uma versão bastante média dos padrões modernos do kernel. Então, temos cerca de 13.000 commits (sem contar fusões - que seria outros 1200+ commits se você contar esses)", diz Linus Torvalds.

Entre as novidades, foi implementado o suporte para "Boost" no Nouveau, o que deve permitir que placas de vídeo suportadas pelo driver open source possam corrigir suas frequências de clock de "boost" para obter maior desempenho em cenários específicos, suporte inicial para Intel GVT, o que deve permitir que guest VMs possam usar o driver de vídeo nativo do sistema operacional para acessar o hardware de gráficos Intel, e melhor suporte para dispositivos Microsoft Surface 3/4.

Além disso, como já mencionamos no início do artigo, o suporte para processadores AMD Ryzen está habilitado, no lado da Intel, há suporte para Turbo Boost Max 3.0, recurso disponível para CPUs Broadwell-E e futuros processadores para poder aumentar as frequências em valores ainda mais altos para as cargas de trabalho de single-threaded, e suporte para mais dispositivos ARM, como o Snapdragon 808/810, Huawei Nexus 6P, LG Nexus 5X, Pine64, Droid 4, entre outros. Há também um trabalho inicial para o NVIDIA Tegra P1 / Parker.

Por último, mas não menos importante, embora o suporte para hardwares AMD GCN 1.0/1.1 (SI/CIK) ainda seja experimental para o driver AMDGPU, há várias melhorias para placas Radeon Southern Islands e Sea Islands, bem como mais melhorias no AMDGPU para PowerPlay e gerenciamento de energia.


FONTE: LKML | Phoronix

Comentários