Star Citizen deve usar a API Vulkan em vez do DirectX 12, bem como abandonar o DX11


O sci-fi Star Citizen, um dos jogos mais aguardados pela comunidade gamer, deve adotar a API Vulkan como a principal em vez do DirectX 12 e, eventualmente, abandonar o suporte ao DX11. A informação vem de uma publicação feita pelo desenvolvedor Alistair Brown no fórum oficial do jogo. Além disso, outra boa notícia é que, além de sua versão para Windows, atualmente em Alpha, o game também chegará no Linux.

"Anos atrás, nós revelamos a nossa intenção de suportar o DX12, mas desde a chegada da Vulkan, que possui praticamente os mesmo recursos e vantagens de desempenho, se mostrou ser a API de renderização muito mais óbvia para ser usada, já que não obriga os nossos usuários a atualizar para o Windows 10 e possibilita que uma única API gráfica possa ser usada no Windows 7, 8, 10 e Linux", explica Alistair Brown, diretor de programação gráfica da Cloud Imperium Games.

"Sendo assim, nossa intenção atual é suportar apenas a Vulkan e, eventualmente, abandonar o suporte ao DX11, pois isso não afetará nenhum de nossos patrocinadores. DX12 só seria considerado se descobríssemos que nos daria uma vantagem específica e substancial sobre a Vulkan. Contudo, ambas as API's realmente não são tão diferentes, 95% do trabalho para essas APIs é alterar o paradigma do pipeline de renderização, que é o mesmo para ambas as APIs", concluiu.



O jogo, do estúdio Cloud Imperium Games, está sendo desenvolvido com a CryEngine/Amazon Lumberyard. Infelizmente, ainda não há nem uma data de lançamento confirmada, embora uma versão Alpha para Windows esteja disponível. Para mais detalhes sobre o game, confira o site oficial, clicando aqui.


FONTE: Phoronix | GamingOnLinux

COMENTÁRIOS