Lançado o Linux Kernel 4.11 com melhor suporte para Intel Kabylake, AMD Ryzen, Vulkan e muito mais


Foi lançado no último domingo (30) o Linux Kernel 4.11, uma grande atualização que adiciona inúmeras melhorias e novos recursos. A nova versão do kernel estava em desenvolvimento nos últimos dois meses, desde o começo de março, quando o primeiro RC (Release Candidate) foi anunciado. Desde então, após 8 lançamentos RCs, agora é possível baixar e compilar a versão final do Linux Kernel 4.11 em todas as distribuições Linux e desfrutar de seus novos recursos, isto é, caso você não encontre pacotes RPM ou DEB prontos para a instalação.

Entres os recursos que merecem destaque, está o melhor gerenciamento de energia do AMDGPU, driver open source para placas AMD, e provavelmente devido às melhorias no gerenciamento da memória TTM (Translation Table Maps), o driver Vulkan RADV, também para GPUs do lado vermelho da força, pode oferecer um melhor desempenho em jogo e aplicações Vulkan.

Além disso, a Intel ativou o compartilhamento frame-buffer em hardwares Skylake e mais recentes, o driver DRM da Intel agora também lida com áudio DisplayPort MST e há um suporte inicial para gráficos Intel Gemini Lake. Contudo, o suporte para SoCs Gemini Lake só estará disponível nas versões futuras do kernel.

Do lado da NVIDIA, o driver DRM Nouveau passou por uma refatoração de código do Secure Boot e, com base nesse trabalho, a NVIDIA até lançou o firmware Pascal para GPUs com a arquitetura da empresa, juntamente com código para trazer suporte acelerado para a série GeForce GTX 1000 (GeForce GTX 1050/1060/1070/1080). Mas, infelizmente, esse suporte acelerado para placas Pascal só estará disponível a partir do Linux Kernel 4.12.

Quando o assunto são processadores, há um melhor suporte para o Turbo Boost Max 3.0, da Intel, diversas melhorias para KVM (Kernel-based Virtual Machine), suporte ao PVHv2 para Intel Xen, o Realtek ALC1220 agora é suportado, que é o codec usado por muitas placas-mãe para Intel Kabylake e AMD Ryzen. Sendo assim, com o Linux Kernel 4.11, muitas dessas placas-mãe mais recentes finalmente terão o áudio funcionando.

Entre outras novidades, está as atualizações de drivers, o que deve melhorar o suporte com novos hardwares, por exemplo, e os sistemas de arquivos EXT4, Btrfs, XFS e F2FS receberam otimizações menores.

Você pode baixar agora mesmo o Linux Kernel 4.11 para compilação a partir do site kernel.org. Um das melhores maneiras de se obter também a nova versão do kernel é usando uma distribuição Linux Rolling Release, como o openSUSE Tumbleweed ou Manjaro Linux.


FONTE: LKML | Phoronix[1]  [2]

COMENTÁRIOS