É oficial: Linux Kernel 4.15 contará com a pilha de código AMDGPU DC


Se você possui uma placa de vídeo da AMD (especialmente uma daquelas que possuem suporte ao driver de vídeo open source AMDGPU), temos uma boa notícia para você: a pilha de código de exibição "AMDGPU DC" estará presente no Linux Kernel 4.15, implementando mais de 132 mil novas linhas de código no kernel. A novidade será habilitada por padrão para GPUs com microarquitetura Vega, porem, pode ser ativada manualmente para placas GCN 1.1 e mais recentes.

Caso você não esteja muito ligado no assunto, saiba que o AMDGPU DC não é um novo driver de vídeo, mas uma nova pilha de código de exibição para o driver open source de DRM AMDGPU. DC (anteriormente conhecido como DAL) conta com atomic mode-setting, o suporte de exibição para placas Radeon RX Vega, suporte para as APUs AMD Raven Ridge, áudio via conexão HDMI e DisplayPort para as últimas gerações de hardware Radeon, implementação inicial para o suporte do FreeSync de fonte open source e muito mais. Esta pilha de código também compartilha recursos com outros drivers Radeon de outros sistemas operacionais.

Como mencionado no início do artigo, o AMDGPU DC no Linux Kernel 4.15 só estará habilitado por padrão para placas de vídeo Radeon RX Vega, porém, se você tiver uma GPU com tecnologia GCN 1.1 ou mais recente como, por exemplo, Sea Islands, Polaris e Fiji, você precisará usar o parâmetro de módulo do kernel amdgpu.dc=1 para ativação.

Graças aos esforços da AMD nos últimos quase dois anos, finalmente, foi alcançado este marco emocionante que colocará o suporte open source do Linux com placas de vídeo do lado "vermelho da força" melhor em igualdade com o Windows.


FONTE: Phoronix

Comentários