Lançado o Mesa 17.3.1 com correções e melhorias, tornado a série mais estável


Foi lançada nesta quinta-feira (21) a primeira atualização de manutenção para o Mesa, que chega trazendo várias correções e melhorias, garantido estabilidade para a série para que os usuários possam atualizar com segurança. Estre os destaques, podemos citar alterações importantes para o RADV, o driver Vulkan open source para GPUs AMD, aprimoramentos para o shader cache GLSL e várias correções menores para os drivers Intel i965, RadeonSI, Freedreno e Nouveau (nvc0).

Contudo, este lançamento não apresenta novos recursos, já que os desenvolvedores estão concentrando todos os esforços no próximo Mesa 18.0 (que atualmente é chamado de Mesa 17.4). Mas uma mudança para o driver Vulkan RADV que vale a pena ressaltar é que a versão LLVM agora é adicionada à string do nome do dispositivo. Essa mudança foi feita pelo Alex Smith, da Feral Interactive.

O raciocínio por trás da exposição da versão back-end do LLVM com o driver RADV é para que os desenvolvedores possam agora lidar mais facilmente com a lista whitelisting/blacklisting do driver, semelhante ao seu gerenciamento de versões com o OpenGL. Para os novos ports de jogos para Linux usando o Vulkan e, dependendo das correções em uma versão LLVM mais recente do back-end do AMDGPU, eles agora podem consultar isso usando a string do dispositivo.

Outra mudança menor para o RADV é que agora o driver não anuncia a extensão VK_EXT_debug_report, já que ainda não há suporte para ela. Para mais detalhes técnicos sobre o Mesa 17.3.1, não deixe de conferir o anúncio oficial, clicando aqui.


FONTE: Phoronix

Comentários