O Ubuntu 18.04 LTS (Bionic Beaver) usará o X.Org Server como o padrão


A Canonical anunciou nesta sexta-feira (26) que o próximo Ubuntu 18.04 LTS (Bionic Beaver) usará o X.Org Server por padrão em vez do Wayland, como acontece com o atual Ubuntu 17.10, que foi o primeiro lançamento do sistema operacional que oferece o servidor de exibição de próxima geração como o padrão, enquanto que a sessão Xorg foi colocada como secundária.

"Como estamos aproximadamente na metade do caminho do ciclo de desenvolvimento do Bionic (o Ubuntu 18.04 LTS), o tempo foi bom para que pudéssemos revisar essa decisão e fazer uma chamada para saber se o Wayland é ou não o servidor de exibição padrão correto para o Bionic. Nós decidimos que enviaremos o Xorg por padrão, e que o Wayland será uma sessão opcional disponível na tela de login", explicou Will Cooke, líder da equipe Ubuntu Desktop na Canonical.

A decisão de colocar o Wayland como uma sessão opcional foi tomada porque o compartilhamento de tela funciona bem sob o Xorg com softwares e serviços como Google Hangouts, Skype, WebRTC, VNC e RDP, sem falar que o GNOME Shell parece apresentar menos problemas com o Xorg.

Além disso, a decisão da Canonical pode não ser nem uma surpresa para muitos, especialmente quando levamos em consideração que o Ubuntu 18.04 é uma versão LTS, sendo suportada nos próximos cinco anos com atualizações de software e de segurança, e muitos usuários do Ubuntu 16.04 LTS podem querer atualizar suas instalações para o Ubuntu 18.04 sem ter que enfrentar problemas. Como tal, a Canonical precisa ter certeza de que o Ubuntu 18.04 LTS é um lançamento muito estável, onde as coisas não quebram.

O Wayland pode voltar a ser o padrão no Ubuntu 18.10

O Ubuntu 18.04 LTS (Bionic Beaver) será lançado em 26 de abril de 2018 e aqueles que quiserem usar o Wayland poderão escolher o servidor de exibição de próxima geração diretamente na tela de login. A Canonical ficará com o GNOME como o ambiente gráfico padrão no Ubuntu 18.04 LTS e afirma que um protocolo para fornecer serviços de compartilhamento de tela pode estar chegando para o Wayland, mas não tão rápido quanto os usuários esperam.

A antiga pilha de gráficos Xorg oferece uma opção sólida para os usuários que precisam de recursos de compartilhamento de tela, diz Will Cooke, que observou o fato de que o Wayland oferece um ambiente muito mais seguro do que o Xorg e recomenda que os usuários o utilizem se eles não dependerem da funcionalidade de compartilhamento de tela.

A Canonical também disse que está reavaliando o Wayland como o padrão para o Ubuntu 18.10, que deve ser lançado em outubro. Até então, todos os holofotes estão apontados para o Ubuntu 18.04 LTS, que contará com o próximo GNOME 3.28, mas usará o gerenciador de arquivos mais antigo, o Nautilus 3.26, para fornecer suporte a ícones da área de trabalho.


FONTE: Softpedia | Ubuntu Insights

Comentários