Linux Mint 19 ''Tara'' contará com o ambiente gráfico Cinnamon 3.8


O fundador do Linux Mint, Clement Lefebvre, revelou mais detalhes sobre o próximo grande lançamento do sistema operacional. Agora que a Canonical lançou o Ubuntu 18.04 LTS (Bionic Beaver), no qual o Linux Mint 19 "Tara" será baseado, é hora da equipe do Linux Mint finalizar seus lançamentos. Ainda não há uma data definida para a chegada do Linux Mint 19, nem para o LMDE (Linux Mint Debian Edition) 3, mas Clement Lefebvre garante que isso deve acontecer em breve.

Embora as versões beta estejam esperadas para o início deste mês de maio, juntamente com a revelação oficial do ambiente gráfico Cinnamon 3.8, os lançamentos finais devem sair em duas ou três semanas. Sendo assim, o Linux Mint 19 "Tara" e LMDE 3 devem ter suas versões finais apresentadas no final de maio ou início de junho.

Clement Lefebvre também confirmou que o Linux Mint 19 terá até três atualizações de manutenção e estará disponível em três edições, incluindo Cinnamon, MATE e Xfce para computadores de 32 e 64 bits. Por outro lado, o LMDE 3 estará disponível em uma única edição com o ambiente gráfico Cinnamon 3.8, suportando tanto instalações de 32 bits quanto de 64 bits. Em relação a alguns recursos essenciais, a equipe está trabalhando para manter a criptografia de diretórios pessoais apenas para o Linux Mint 19.

Linux Mint 19 "Tara" não irá coletar dados para a Canonical

Outra coisa interessante na próxima versão do Linux Mint é que ele não irá coletar ou enviar dados do sistema operacional ou do hardware, já que não incluiria o "ubuntu-report" que a Canonical implementou no Ubuntu 18.04 LTS (Bionic Beaver) para permitir que os usuários enviem seus dados como opção para ajudar no melhor suporte a hardwares, por exemplo.

O LMDE 3 será baseado no Debian 9 "Stretch", portanto, também não incluirá coleta de dados opcional. Por enquanto, os desenvolvedores do Linux Mint estão trabalhando duro em melhorias de última hora para ferramentas internas como Update Manager, Software Manager e o Welcome Screen.


FONTE: Softpedia | Linux Mint Blog

Comentários