Ubuntu 18.10 ''Cosmic Cuttlefish'' agora está oficialmente aberto para o desenvolvimento


Agora que o CEO da Canonical, Mark Shuttleworth, deu um codinome para o próximo Ubuntu 18.10 que se chamará "Cosmic Cuttlefish", é hora de iniciar o ciclo de desenvolvimento oficialmente do sistema operacional, e parece que há alguma mudança logo no início, incluindo a implementação do GCC (GNU Compiler Collection) 8.1.0 e a transição para a biblioteca ncurses.

Também parece que a equipe de desenvolvimento do Ubuntu planeja migrar para outras novas tecnologias para o lançamento do Ubuntu 18.10. Além do GCC 8 como o compilador padrão, uma mudança que deve ser implementada no próximo mês ou em julho, estará disponível também o OpenJDK 11 JRE e JDK e o Python 3.7 como implementação padrão para o Python.

O Ubuntu 18.10 terá maior foco na segurança

De acordo com Mark Shuttleworth, o Ubuntu 18.10 se concentrará mais na segurança geral do sistema operacional. Não que o Ubuntu ou qualquer outra distribuição Linux por aí já não seja muito segura pelo design, graças ao poderoso Linux Kernel, mas o CEO quer elevar ainda mais o nível de segurança para o lançamento do Ubuntu 18.10.


Além dos aprimoramentos de segurança em andamento, a próxima versão do Ubuntu também virá com várias outras novidades, incluindo o ambiente gráfico GNOME 3.30, um novo tema por padrão, chamado "communitheme", e todas as mais recentes tecnologias disponíveis na plataforma Linux.

O calendário oficial de lançamento ainda será anunciado

Embora o ciclo de desenvolvimento do Ubuntu 18.10 tenha sido iniciado, estamos aguardando que a equipe de lançamento prepare uma página dedicada no Wiki do Ubuntu com detalhes sobre o cronograma de lançamento completo e a data oficial de lançamento do sistema operacional, que deve chegar no final do ano, no mês de outubro.

Outra grande mudança que acontecerá durante o desenvolvimento do Ubuntu 18.10 é que a maioria dos sabores oficiais, incluindo Ubuntu MATE, Ubuntu Budgie, Ubuntu Studio, e provavelmente outros, estão abandonando o suporte para instalações de 32 bits, sendo lançados apenas com uma imagem ISO de 64 bits, algo que o Ubuntu já adotou nos seus últimos lançamentos.

Como de costume, nós iremos ficar de olho no ciclo de desenvolvimento do Ubuntu 18.10 (Cosmic Cuttlefish) para que vocês saibam quais mudanças estarão sendo preparadas pela Canonical no futuro.


FONTE: Softpedia

Comentários