Lançado o primeiro RC do Ubuntu Touch OTA-4, com base no Ubuntu 16.04 LTS


O projeto UBports anunciou nesta terça-feira (19) a primeira build RC (Release Candidate) do Ubuntu Touch OTA-4, que será o primeiro a baseado no sistema operacional Ubuntu 16.04 LTS (Xenial Xerus). Além disso, a próxima atualização OTA (over-the-air) não será apenas duas vezes mais rápida que as versões anteriores, mas também adiciona alguns novos recursos interessantes, como um aplicativo Phone mais simplificado e suporte para a versão GSM do tablet Nexus 7 de 2013.

"A principal razão pela qual a chegada do OTA-4 pareceu demorar tanto é que o Ubuntu Touch mudou sua base para o Ubuntu 16.04 LTS Xenial Xerus. Este é um marco gigantesco para o projeto, porque nos permitiu fazer a transição do sem suporte Ubuntu 15.04 Vivid Vervet para uma base de Suporte a Longo Prazo (LTS)", diz o a núncio oficial.

"Ser capaz de trabalhar em uma build com uma versão suportada Ubuntu é muito importante, porque agora estamos recebendo atualizações de pacotes diretamente do upstream - da comunidade Ubuntu. Além disso, no espírito do software livre e de código aberto, agora é muito mais fácil disponibilizar nosso software para a comunidade Ubuntu em geral."

O Ubuntu Touch OTA-4 também promete adicionar várias outras melhorias, como a implementação de scripts de controle de qualidade, a capacidade de exibir apenas canais de lançamento nas configurações do sistema, se houver mais de um disponível, não girar fotos e vídeos capturados com a nova câmera frontal do Fairphone 2 em 180 graus e de tornar a opacidade do teclado consistente quando definida em cerca de 80 por cento.

Além disso, a atualização OTA-4 permitirá o controle de volume de áudio durante as chamadas telefônicas e não irá mais ignorar as atualizações do sistema quando houver uma atualização de aplicativo disponível. O melhor de tudo, o Ubuntu Touch OTA-4 será lançado para todos os dispositivos Ubuntu Phone que executam a atualização de software OTA-3 lançada no ano passado.


FONTE: SoftpediaUBports

Comentários