Canonical anuncia suporte de segurança estendido para o Ubuntu 14.04 LTS


A Canonical anunciou na última quarta-feira (19) que será estendida a sua oferta comercial de Extended Security Maintenance (ESM) para o Ubuntu 14.04 LTS (Trusty Tahr) a partir de maio de 2019, isso depois de quase cinco anos desde o lançamento do sistema operacional. A notícia pode agradar aqueles que não querem ou não podem atualizar para uma versão mais recente da série LTS (com suporte de longo prazo), como o Ubuntu 18.04 LTS, e que estão dispostos a pagar por atualizações de segurança.

"O Extended Security Maintenance (ESM) foi introduzido para o Ubuntu 12.04 LTS como uma forma de estender a disponibilidade de patches de segurança críticos e importantes além da data nominal de fim de vida do Ubuntu 12.04", diz a Canonical. "Com o fim da vida do Ubuntu 14.04 LTS em abril de 2019, e para apoiar os esforços de planejamento de desenvolvedores em todo o mundo, a Canonical está anunciando a disponibilidade do ESM também para o Ubuntu 14.04."

O ESM forneceu mais de 60 atualizações críticas de segurança

Em mais de um ano desde que foi anunciado pela primeira vez, o programa ESM (Extended Security Maintenance), da Canonical, forneceu mais de 120 atualizações, incluindo correções para mais de 60 vulnerabilidades altas e críticas, para usuários que compraram o pacote comercial para suas instalações do Ubuntu 12.04. Para mencionar alguns dos principais, podemos citar Spectre, Meltdown, SegmentSmack, FragmentSmack, Dirty Cow, Stack Clash, Foreshadow, Blueborne e GDPR.

Organizações interessadas em manter atualizadas as suas infraestruturas do Ubuntu 14.04 LTS podem conferir o pacote de suporte comercial Ubuntu Advantage ou entrar em contato com a equipe de vendas da Canonical para começar a planejar o próximo fim de vida programado para 30 de abril de 2019.

Se você não quiser comprar o pacote ESM, você está livre, é claro, para atualizar sua infraestruturas do Ubuntu 14.04 LTS para o Ubuntu 16.04 LTS (Xenial Xerus) ou Ubuntu 18.04 LTS (Bionic Beaver), que serão suportados até abril de 2021 e abril de 2023, respectivamente.


FONTE: Softpedia | Ubuntu Blog

Comentários