Emulador de PlayStation 3 'RPCS3' ganha grandes melhorias importantes


O pessoal por traz RPCS3 publicou no blog oficial do projeto mais detalhes sobre o grande progresso feito pela equipe no emulador de PlayStation 3. Em primeiro lugar, os desenvolvedores destacam que agora mais de mil títulos são totalmente jogáveis, o que é um marco muito importante para o projeto. Quando olhamos para trás, em janeiro deste ano, apenas cerca de 700 títulos faziam parte dessa lista.

Quem também recebeu um pouco mais de atenção foi o "SPU LLVM recompiler", que ganhou correções para problemas envolvendo físicas, áudio e gráficos em inúmeros títulos que os usuários haviam encontrado anteriormente, incluindo Mirror’s Edge, Folklore, Guilty Gear Xrd REV 2, GTA IV, Drakengard 3, Shadows of the Damned, Uncharted 1, Captain America e God of War III.

Também foram implementadas diversas melhorias e correções para gráficos AAA que, segundo os desenvolvedores, "quase que dobrou o desempenho em Uncharted: Drake’s Fortune e corrigiu a maioria dos problemas gráficos ainda presentes em God of War III". Esses aprimoramentos podem ser conferidos no vídeo logo abaixo:



Obviamente, os desenvolvedores precisam trabalhar ainda mais para melhorar o desempenho do emulador, mas os aprimoramentos gerais são bem claros. Afinal de contas, fazer com que as coisas sejam renderizadas corretamente é a primeira tarefa, então o desempenho vem depois.

Suporte para o mouse durante as jogatinas

Outra novidade é a adição do suporte para o mapeamento do mouse com jogos. Isso pode ser útil, por exemplo, para usar a mira em games de tiro, como os jogadores costumam fazer nos títulos de PC. Os desenvolvedores também destacam que alguns games, como Unreal Tournament 3, permitem usar o mouse de maneira nativa.

"Embora essas melhorias tornem praticamente qualquer jogo compatível com um mouse, não é, no entanto, livre de falha. Uma vez que os jogos de console são geralmente (não tão surpreendentemente) não projetados com uma câmera controlada por mouse em mente, as esquisitices podem aparecer", diz os desenvolvedores.

A equipe por traz do emulador também explica que, como os desenvolvedores de jogos costumam usando deadzones personalizados e multiplicadores de aceleração personalizados, também é possível ajustar essas variáveis ​​com alguns atalhos de teclado, que podem ser encontrados na documentação. Ao ajustar esses parâmetros, alguns jogos podem atingir o controle de câmera quase que perfeito com base no mouse.

"Isso, no entanto, também significa que os usuários finais terão que encontrar manualmente as melhores configurações por conta própria, combinando as configurações internas de seus jogos e a sensibilidade do mouse."

Para mais detalhes, não deixe de conferir a publicação oficial do relatório com todo o progresso do desenvolvimento do RPCS3, através deste link.


FONTE: GamingOnLinuxRPCS3 Blog

Comentários