Lançado o DXVK 0.95 com melhorias de desempenho para Assassin's Creed Odyssey


Descrito como "uma camada de tradução baseada em Vulkan para o Direct3D 10/11, que permite executar aplicativos 3D no Linux usando o Wine", o DXVK, projeto financiado pela Valve para impulsionar a chegada de mais jogos no sistema do pinguim, acaba de ganhar mais uma nova versão com mais melhorias de desempenho e correções importantes.

Continuando avançando cada vez mais para alcançar o seu marco 1.0, a nova versão da implementação conta com uma pequena redução na sobrecarga da CPU, porém, o maior beneficiado desse lançamento é o jogo Assassin's Creed Odyssey.

Acontece que, se o driver Vulkan disponível na distribuição Linux suportar o recurso multiDrawIndirect, o DXVK o usará para chamadas indiretas em lotes. Em cenários de CPU bound, isso aumenta o desempenho do game da Ubisoft em até 20%. Outros jogos desenvolvidos com uma engine com design semelhante também podem se beneficiar da mesma forma.

Além disso, também foram corrigidos vários problemas de estabilidade do D3D10, o que pode melhorar a estabilidade de Just Cause 2, correções para a inicialização dos jogos Call of Duty: WWII e Need for Speed 2015, foi adicionado uma solução alternativa para a grama preta no Fifa 19 e uma correção para o crash com Resident Evil 2 Demo e para a regressão envolvendo o game Superhot VR.

Para aqueles fazem uso do HUD para conferir informações de desempenho, agora existe a opção DXVK_HUD=full para ativar todos os elementos na tela ao executar os jogos. Mais detalhes técnicos sobre o DXVK 0.95 podem ser conferidos nas notas de lançamento no GitHub.

Tags :
Comentários