Novo recurso do Mesa para GPUs AMD aumenta o desempenho de cargas de trabalho de workstations


O desenvolvedor open source Marek Olšák, da AMD, publicou recentemente sua mais nova série de atualizações em nome da performance. Seu novo conjunto de 26 patches para o driver RadeonSI, disponível na pilha gráfica Mesa, fornece um recurso que está sendo chamado de "primitive culling with async compute" que, pelo menos, para cargas de trabalho de workstation, gera um grande aumento de desempenho das GPUs AMD.

Os 26 patches permitem o uso de computação assíncrona para lidar com primitivas geométricas antes do processo de shader de vértice. Esse trabalho acaba gerando melhorias de desempenho para cargas de trabalho que fazem muita geometria que acaba sendo invisível. Esse código é estável e passa por quase todos os testes de conformidade enquanto trabalha com GPUs desde a arquitetura GCN 1.1 até a Radeon 7, lançada recentemente.

Como você pode ver nos gráficos logo abaixo, o desenvolvedor forneceu alguns resultados usando o software de workstation ParaView. Ele comentou: "Como você pode ver nos resultados marcados (ENABLED) na imagem abaixo, isso destrói nossa concorrência (os resultados das GeForce são de um artigo do Phoronix de 2017, os mais recentes que pude encontrar):"


Por enquanto, esta otimização está habilitada para todas as placas gráficas profissionais da AMD, já que Marek Olšák não teve tempo para testar os jogos. Mas, dependendo do feedback, ele pode ativar o código para todas as GPUs e também adicionar possíveis listas de permissões por games, caso isso acabe prejudicando alguns títulos.

A série de correções pode ser encontrada clicando aqui. Mesmo que isso seja apenas relevante para as cargas de trabalho das workstations, a implementação do recurso é ótimo para ajudar a aumentar a atratividade do Mesa para aqueles usuários que tradicionalmente usam o driver OpenGL disponível no Radeon Software "PRO".


FONTE: Phoronix
Tags :
Comentários