Linux Mint 20 deve seguir o Ubuntu e fornecer suporte para pacotes de 32 bits selecionados


O projeto Linux Mint anunciou recentemente que deve seguir a decisão da Canonical de abandonar o suporte para 32 bits em versões futuras de seu sistema operacional. Contudo, assim como acontecerá com o Ubuntu, o Linux Mint 20 também suportará alguns pacotes de 32 bits selecionadas, o que deve garantir suporte para, por exemplo, Wine e Steam.

"O anúncio da Canonical de que o suporte de 32 bits seria descartado no Ubuntu 20.04 significa que o futuro Linux Mint 20 só poderá ser lançado em 64 bits. O Linux Mint 19.x já está disponível em 32 bits e pode ser usado até 2023. Acho que a maioria das pessoas está satisfeita com isso e abandonar novos lançamentos de 32 bits faz sentido em 2020", disse Clement Lefebvre líder do projeto Linux Mint.

Como mencionamos anteriormente, Clement Lefebvre também confirmou que certos aplicativos de 32 bits serão executados em versões futuras do Linux Mint, assim como eles serão executados em versões futuras do Ubuntu. Isso inclui também jogos populares que exigem que as bibliotecas de 32 bits estejam presentes no sistema operacional ou nos principais repositórios de software.

O Linux Mint 20 será baseado na próxima versão LTS (suporte de longo prazo) do Ubuntu, a 20.04 LTS, que será lançada em abril de 2020. O trabalho no Linux Mint 20, que terá suporte apenas para computadores de 64 bits, ainda não começou, já que a equipe está focada atualmente no Linux Mint 19.2.


FONTE: Softpedia
Tags :
Comentários