Lançado o Wine 5.20 com mais melhorias e correções ''sob o capô''

Foi lançado no último final de semana o Wine 5.20, a mais recente versão de desenvolvimento do software que chega trazendo mais mudanças importantes para rodar melhor jogos e programas do Windows no Linux. Entre os destaques, está a continuidade nos trabalhos da implementação do provedor de criptografia DSS, correções para manipulação RichEdit sem janelas, suporte para retornos de chamada FLS, que ajuda a corrigir falhas do .NET CoreRT, e suporte para redimensionamento de janela no novo host do console. Além disso, também existe um total de 36 correções, que ajudam a resolver problemas com os mais variados programas e jogos do Windows, incluindo X3 Reunion, Farm Frenzy 2, Alawar, FL Studio 11.x VSTi, FORScan, LabChart Reader 8, Chronology, Mount & Blade II: Bannerlord, Alan Wake, Hard Reset, Battlefield 3, Watch Dogs, Sniper Elite V2 Remastered, Dungeons & Dragons Online e Metro Exodus. Para mais detalhes técnicos, não deixe de conferir o anúncio oficial de lançamento do Wine 5.20, clicando aqui.

Wine-Staging 5.20 reativa o suporte para ESYNC

Além do Wine 5.20, como de costume, quem também recebeu um novo lançamento foi o Wine-Staging, que chega a sua versão 5.20 com mais de 750 patches adicionais (que atualmente estão em teste) para serem aplicados sobre a base de código upstream do Wine. Os únicos novos patches incluídos no Wine-Staging 5.20 são adições WIDL para suportar WinRT IDLs devido ao Wine atualmente ser incapaz de analisar várias palavras-chave específicas do WinRT para gerar seus cabeçalhos de interface, bem como correções de prova de conceito para avaliação. Outra mudança importante e que deve agradar especialmente aqueles que desejam fazer uso sempre da última versão do Wine-Staging é a reativação do suporte para o recurso EventFD Synchronization, também conhecido apenas como "ESYNC". Trata-se de um trabalho liderado pela Valve para melhorar o desempenho de aplicativos multi-threaded que dependem fortemente de primitivos de sincronização. O ESYNC pode ser um grande benefício para jogos do Windows que fazem uso intenso da CPU quando estão em execução no Linux. FONTE: Phoronix
Tags :
Comentários